• 4 de julho de 2022 05:44

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Seta Arquearia
Advertisement

Brasília é o bicho

Lorena Braga

 A 61 Brasília soube de um projeto muito legal que acontece na nossa cidade. O projeto Brasília é o Bicho que tem como objetivo apresentar aos moradores da capital outros habitantes do bioma, que já moravam aqui antes da construção de JK, além de divulgar e proteger a fauna e flora.

Confira a entrevista com um dos idealizadores do projeto, o biólogo, Fábio Hudson:

 61 Brasília (61): Qual o objetivo do projeto?

Brasília é o bicho (BB): O objetivo inicial do “Brasília é o Bicho” foi mostrar a grande riqueza de fauna e flora do Cerrado e que está tão próximo. Para alguns o Cerrado é literalmente seu quintal.

Com isso, começamos a mostrar imagens da fauna do Cerrado e criamos a página para expor isso. Com o tempo, as pessoas foram se identificando e começando a nos seguir, curtir e isso foi nos motivando. Conseguimos o apoio da ONG NEX que nos forneceu câmeras (câmera trap) para que pudéssemos fazer o registro da fauna, sobretudo das onças. Iniciamos também projetos de pesquisa, para levantar informações sobre os mamíferos de médio e grande porte, os que são normalmente registrados pelas câmeras.

Somos hoje uma equipe de cinco biólogos (Fábio Hudson, Pedro Guilherme, Rands Zebalos, Wesley Batista e Pablo Oliveira).

 

61: Quais animais já foram encontrados?

BB: Já registramos mais de 30 espécies de mamíferos típicos do Cerrado.  Vale ressaltar aqueles raros e ameaçados de extinção, como a onça-pintada e onça-preta que são a mesma espécie, mas a preta é ainda mais rara. Além de outros como os tamanduás, porcos selvagens, o lobo-guará, jaguatirica, suçuarana, anta, sendo os maiores mamíferos terrestres do nosso país.

 

61: Como é feita preparação para a produção dos vídeos?

BB: No caso da pesquisa, coletamos os dados dos registros e armazenamos os arquivos de imagens (fotos e vídeos). Mas as imagens acabam sendo muito mais que apenas registros. Percebemos que as pessoas queria ver os animais, conhecer a nossa fauna, mas não no zoológico. Mas esses animais são muito difíceis de visualizar no ambiente natural. Por isso essas câmeras foram tão surpreendentes, essa tecnologia está revelando comportamento e espécies que não eram conhecidos ou não eram mais vistos. Portanto, mesmo sem pesquisas em andamento, tentamos manter as câmeras registrando a passagem desses animais. Cada vez que eles passam em um lugar que não tem uma câmera, perdemos a oportunidade de capturar uma incrível e única imagem daquele animal.

Acredito que um diferencial seja no momento do campo, na hora de instalar as câmeras, nós tentamos posicioná-la para obter não apenas o registro, mas o registro com a melhor imagem. Pois essas imagens nos ajudam a chamar a atenção para a causa, assim, sempre tentamos obter uma imagem da fauna que tenha um contexto ou beleza que chame a atenção para a grande riqueza que estamos destruindo.

 

61: Qual o retorno da população quanto ao projeto?

BB: Atualmente temos 7.393 seguidores em nossa página no facebook. A grande maioria de fãs da página é do Brasil, o que é esperado mesmo, mas temos seguidores de 45 países, a maioria da Argentina, Estados Unidos e México. Entre as cidades, temos muito orgulho em dizer que são os Brasilienses que mais nos seguem, sendo 3.563 de Brasília, DF. Mas as cidades que ocupam o segundo e terceiro lugar em seguidores como São Paulo, SP e Rio de Janeiro, RJ, mostrando que não só os brasilienses que estão nos acompanhando. E isso tudo é surpreendente para nós, pois meio ambiente geralmente não é um assunto que desperta o interesse das pessoas. Mas estamos vendo algum interesse sim e está incrível esse retorno.

 

61: Como as pessoas podem fazer para ajudar?

BB: Estamos formalizando um Instituto Brasília é o Bicho, para que possamos receber doações, coordenar projetos e etc. Mas atualmente os apoios que estamos recebendo são de pessoas e empresas que nos procuram em nosso contato na página e ajudam como podem.

Se alguém tiver o interesse em colaborar com o projeto é só entrar em contato conosco por email ou pela página.

 

Serviço:

Brasília é o Bicho

Telefones: 61) 98174-7593/ (61) 98445-2484

Facebook/brasiliaeobicho

Site: https://www.brasiliaeobicho.org

Youtube: Brasília é o bicho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.