• 25 de maio de 2022 22:58

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Paulo Octavio marco 2022
Advertisement

Como otimizar pequenos espaços?

Carolina França* e Elisangela Palmeira*

Imóveis com metragens pequenas são uma tendência com grande crescimento no mercado imobiliário. Um desafio para esses ambientes é encontrar soluções para deixá-los bonitos e confortáveis, independente do tamanho. Para isso, é necessário ter um projeto de decoração que possibilite otimizar os espaços, com um layout que trabalhe a mobília na proporção correta e adequada para cada ambiente, respeitando a circulação e funcionalidade do local.

É preciso dimensionar o espaço para a mobília (planejada e solta) e para isso é fundamental o uso de uma trena. Acertar na escolha dos móveis, levando em consideração o formato, as dimensões e cores, garante beleza, elegância e aconchego ao ambiente.

Em um apartamento de 52m² foram utilizadas técnicas indispensáveis tais como: conceito aberto, projeto de iluminação, aproveitamento da luz natural, mobília planejada e de multiuso, espelhos, cores neutras e frescas.

COZINHA
As cozinhas dos novos apartamentos são prejudicadas com esse pré-dimensionamento restrito, e, geralmente, são integradas com a área de serviço em formato retangular, quando os móveis e eletrodomésticos são instalados, se resulta em um ambiente estreito e profundo. Por isso recomenda-se deixar a cozinha mais funcional, abrigando somente o necessário.

Outra opção pode ser a retirada da parede entre a sala e a cozinha para trabalhar o conceito aberto, unificando os ambientes, proporcionando amplitude e uso de luz natural. Neste projeto a bancada da cozinha se estende a área de serviço, utilizando a máquina de lavar roupa com abertura frontal e o tanque embutido ou esculpido na própria pedra, resultando em um melhor aproveitamento dos armários inferiores, possibilitando a bancada livre ao apoio na utilização do espaço.

Lembre-se que o espaço reservado para a circulação é no mínimo 80 cm e a altura correta da bancada é de 90 cm (evitando problemas de saúde como: dores nas costas). A bancada foi projetada de forma versátil, além de servir de apoio para cozinha e refeições rápidas, foi planejado um móvel na parte inferior para armazenamentos de pequenos objetos. O conceito aberto entre a cozinha e sala de home, amplia o ambiente, traz a sensação de espaço maior, possibilitando a integração das pessoas na hora de receber os amigos.

Na parte superior dos armários da cozinha, foram utilizados tons neutros e portas espelhadas que ajudam a compor o restante do ambiente e dar visibilidade para sala, aproveitando a área livre da bancada americana. Tais dicas de melhor distribuição do ambiente possibilitam deixar a cozinha e a área de serviço com um espaço confortável, encantador, bem aproveitado e adequado para o preparo dos alimentos.

SALA
A escolha do sofá da sala de home foi criteriosa, os moradores queriam conforto e design sem perder espaço de circulação, a utilização do sofá cama possibilitou isso.

O home foi feito demarcando o espaço e trazendo simetria no layout, possibilitando a organização dos aparelhos utilizados pelo cliente. O acabamento em laca branca remete a sensação de amplitude e não interfere com o resto da mobília.

ILUMINAÇÃO
A iluminação parece ser um item básico, mas é extremamente importante para harmonização, assim deve ser adequada para cada ambiente levando em consideração a luz natural, os móveis e cores. Uma dica importante é que a luz direta deve ser

branca, o efeito de luz amarela deve ser utilizada como luz indireta, nesse projeto foi utilizado esse tipo de iluminação nos pendentes sobre a bancada, com modelo industrial trazendo um toque retro a modernidade do projeto. É possível encontrar vários modelos no mercado, desde os mais elegantes e modernos, até os coloridos que trazem jovialidade ao ambiente.

Ao utilizar iluminação simétrica ao layout dos móveis a sensação de amplitude transmitida é maior. Os rasgos iluminados acompanhando as linhas da mesa de jantar é um exemplo de iluminação simétrica como mostra a imagem, o pendente em cristal trouxe toda leveza ao ambiente.

SALA DE JANTAR
Na pequena sala de jantar, a melhor solução é encontrar o equilíbrio entre conforto e a praticidade. Os móveis precisam acomodar todos os integrantes da casa e ao mesmo tempo manter um espaço livre para a circulação, por isso, a quantidade de lugares é quem vai determinar o modelo, tamanho e distribuição das cadeiras, por consequência o tipo ideal da sua mesa de jantar. Para que haja boa circulação e facilidade ao levantar e sentar é preciso respeitar o espaço de 90 cm a partir da mesa. Para otimizar o espaço e manter o ambiente prático e organizado, a solução é optar por mesas de canto ou acopladas à parede.

Nesse projeto de conceito aberto, onde os ambientes se integram, os tons utilizados no piso e na parede, foram neutros e de cores frias, dando liberdade para a melhor composição de cores nas mobílias, usando tons mais escuros, como no tecido do sofá cama, na mesa e cadeiras da sala de jantar.

*Carolina França – Brasiliense, formada em Design de Interiores e estudante de Arquitetura e Urbanismo. Especialização em projetos 3D e Light Design – Iluminação Comercial, Residencial e Corporativa.

*Elisângela Palmeira – Brasiliense, formada em Design de Interiores e Paisagismo, estudante de Arquitetura e Urbanismo e pós-graduada em Master Arquitetura e iluminação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.