• 26 de maio de 2022 10:54

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Cappuccino

Poeta Nicolas Behr compartilha indicação de leitura

Nubia Paula

ByNubia Paula

ago 10, 2018
Advertisement

Conheça os livros preferidos de personalidade do Distrito Federal. Iremos divulgar toda semana um livro sob o olhar de um leitor ou leitora da cidade.  Ele ou ela irá indicar o livro que leu ou está lendo e fará um comentário sobre a leitura. A dica desta semana é do poeta Nicolas Behr.

Poeta e ecologista, Nicolas Behr chegou a Brasília em 1974, natural de Cuiabá. Em 1977, lançou Iogurte com farinha — seu primeiro feito em mimeógrafo, com 8.000 cópias vendidas de mão em mão pelos bares e outros locais públicos da Capital Federal. Desde então, já foram vários títulos publicados. Nicolas Behr tornou-se uma das principais vozes da Poesia Marginal.

O poeta é reconhecido por sua trajetória dedicada à poesia sobre Brasília. O olhar instigador sobre o espaço geográfico e psicológico habitado pelo indivíduo e seus amores marca sua obra.

Atualmente está lendo Menino de Engenho de José Lins do Rêgo.   O romance autobiográfico narra as memórias de infância do escritor paraibano, num engenho na Paraíba, por meio da personagem fictícia Carlinhos.

Capa da edição original

O livro foi publicado em 1932. Tendo como fundo os engenhos do interior paraibano, retrata de forma genial o cenário em que a escravidão já terminara, mas o respeito, a servidão e o cuidado entre senhor do engenho e escravos ainda existia.

Para Nicola Behr a obra  a sua ligação com a obra se explica porque “todo poeta é um exilado porque a única pátria do poeta é a infância, disse o poeta alemão Rilke. Muitos de nós lemos Jose Lins do Rego no passado, na escola. Estou relendo toda a obra dele,  claro, com outro olhar. E estou gostando. Vou ler toda a obra dele até o final do ano, é o meu projeto”, ressalta.

Conheça a poesia de Nicolas Behr: https://www.nicolasbehr.com.br/livros.php

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.