• 15 de agosto de 2022 04:40

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Vila velluti

Maninha 50 anos de ativismo político

Nubia Paula

ByNubia Paula

ago 14, 2018
Advertisement

A candidata a deputada federal pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) tem mais de 50 anos de ativismo político

Maninha é uma ativista política defensora da saúde pública e das minorias da sociedade. A Maria José Conceição, natural de Januária-MG, ingressou em 1967 no curso de Medicina da Universidade de Brasília, onde despertou seu interesse pela militância durante a Ditadura Militar. Nesse período também ganhou seu apelido, dado carinhosamente pelo colega presidente da Federação dos Estudantes da Universidade de Brasília (FEUB), Honestino Monteiro Guimarães.

Nas eleições de outubro de 1994, elegeu-se deputada distrital, mas afastou-se do mandato legislativo em 1996 para exercer, a convite do então governador Cristovam Buarque (1995-1998), a função de secretária de Saúde. Antes disso, foi fundadora e presidente do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal por 12 anos, assim como secretária geral da Federação Nacional dos Médicos.

Em sua gestão na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, criou o programa Saúde da Família, que mais tarde foi adotado por outros governos. Além de implementar, no Hospital Materno Brasília ( HMIB), o serviço de Abortamento Legal para mulheres em estado de gravidez de risco ou vítimas de estupro realizarem o procedimento de forma segura. São cerca de 50 anos de ativismo político, entre a Secretaria de Saúde do DF, dois mandatos para deputada distrital e um mandato para deputada federal.

Durante sua jornada política, foi autora de 94 leis. Entre elas está a Lei nº 2615 de 2000, que determina sanções a práticas discriminatórias em razão da orientação sexual das pessoas, bem como a Lei nº 2276 de 1998, que impõe sanções a práticas de ato vexatório, discriminatório ou atentatório contra a mulher.

Ao longo do tempo, Maninha tem se debruçado na defesa de uma sociedade fraterna e pluralista. Isso inclui o fortalecimento do debate sobre a questão de gênero, no qual destaca a importância da representatividade da mulher na política, sua participação na sociedade e a defesa intransigente contra a violência sofrida por esta. Durante seu mandato como deputada federal, todos os projetos de leis referentes aos direitos das mulheres aprovados na Câmara tiveram uma participação intensa da bancada feminina. Exemplo disso é a Lei Maria da Penha, que em 2018 completa 12 anos de aprovação por sua participação na sociedade e pela defesa intransigente contra a violência sofrida por elas.

Nas eleições de 2018, a candidata a deputada federal pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) mantém a luta por uma sociedade atenta às mudanças necessárias, por um povo disposto a defender os princípios constitucionais de uma sociedade igualitária, incluindo saúde, educação, segurança e direitos e obrigações civis.

Em sua nova campanha, Maninha tem defendido a destinação de verbas para o resgate da saúde pública de qualidade, oferecendo um Sistema Único de Saúde justo para todos/as. A defesa das minorias da sociedade, como negros e LGBTs, também está entre as suas pautas, assim como a luta para restabelecer os direitos revogados pela reforma trabalhista. Tudo isso, priorizando o principal papel de um deputado federal: A luta contra a corrupção e a fiscalização rigorosa do Executivo. Em 2018, abrace essa ideia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.