• 28 de maio de 2022 07:56

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Paulo Octavio marco 2022

Maninha na construção feminista do DF

Nubia Paula

ByNubia Paula

set 4, 2018
Advertisement

A candidata a deputada federal foi uma das primeiras mulheres a ocupar os espaços de poder e decisão em Brasília

Por Gabriela Lobato

No dia 01 de setembro de 2018, aconteceu em Brasília o lançamento da Plataforma Feminista do Distrito Federal para as eleições de 2018. O evento foi uma reunião para compilar propostas de políticas públicas em defesa da vida feminina. Mais de 150 mulheres, entre representantes de partidos políticos, movimento social, sindicatos e mulheres independentes, se reuniram ao longo de nove meses para a construção da plataforma.

Na ocasião, a candidata a deputada federal pelo PSOL, Maninha, definiu a plataforma como um registro histórico, o qual trata de todos os direitos das mulheres, como os direitos sexuais e reprodutivos, de enfrentamento à violência, de saúde etc. “Esta plataforma não terá efeito se nós mulheres não nos juntarmos para que na política possamos ter uma representação real, para que nós não sejamos 30 ou 40 no Congresso Nacional no meio de 500, sem ter a nossa voz ouvida”, defende.

A candidata enalteceu o engajamento das companheiras de esquerda, que assim como ela têm representado e ajudado a construir as pautas feministas na política. Maninha relembrou sua própria trajetória. Desde 1967, na Universidade de Brasília (UnB), onde cursou Medicina, despertou-se para a militância durante a Ditadura Militar. São cerca de 50 anos de ativismo político, entre a Secretaria de Saúde do DF, dois mandatos para deputada distrital e um mandato para deputada federal.

Maninha foi uma das primeiras mulheres a ocupar os espaços de poder e decisão em Brasília, tornando-se autora de 94 leis: entre elas está a Lei nº 2276 de 1998, que impõe sanções a práticas de ato vexatório, discriminatório ou atentatório contra a mulher.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.