• 4 de julho de 2022 07:12

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Valeria Souza

Espetáculo apresenta criaturas míticas do cerrado, em última exibição em Brasília

61brasilia

By61brasilia

abr 24, 2019
Advertisement

Espetáculo apresenta criaturas míticas do cerrado, em última exibição em Brasília

“A Trincheira ou Poeira é Vestido de Vento” é encenado pelo Grupo Seu Estrelo e a Orquestra Alada Trovão da Mata durante a tradicional Festa de Abrição

Na próxima sexta, 26 de abril, o Grupo Seu Estrelo em parceria com a Orquestra Alada Trovão da Mata apresentam seu mais novo espetáculo, “A Trincheira ou Poeira é Vestido de Vento”, encerrando temporada de apresentações em Brasília. A apresentação narra a batalha entre a amaldiçoada devastação e as misteriosas criaturas do cerrado, episódio do Mito do Calango Voador, tradição popular criada pelo artista, Tico Magalhães. O espetáculo conta com fomento da Secretaria de Cultura do Distrito Federal e produção da Rosa dos Ventos Produções. A apresentação é gratuita e integra a programação da Festa de Abrição, que começa a partir das 20h, no Centro Tradicional de Invenção Cultural, 813 Sul.

 Sobre o espetáculo

O sucesso da temporada já é unânime entre o público candango, que pôde vivenciar o espetáculo em algumas das principais Regiões Administrativas do DF como Samambaia, Taguatinga, Gama e Ceilândia. Nessa nova criação, os dois grupos levam aos brasilienses mais um episódio do Mito do Calango Voador, mito que representa a cultura popular cerratense.

O espetáculo, que conta com a formação de cortejo, é composto por 55 artistas, resultado da união entre o Grupo Seu Estrelo e a Orquestra Alada Trovão da Mata. Em cena, as figuras míticas do cerrado enfrentam a amaldiçoada devastação, representada por um boneco gigante, com cerca de 6 metros de altura. O tradicional toque dos tambores, batizado de samba pisado, dá o tom e transforma essa história em uma verdadeira epopeia candanga.

“A nossa ideia é aproveitar os espaços que temos na cidade, por isso o espetáculo acontece na rua, a céu aberto, vestindo Brasília como cenário. A última apresentação será na área externa de nosso centro seguindo esse mesmo propósito de ocupar grandes áreas. É hora de criarmos nossos símbolos e tradições e é isso que esse espetáculo propõe, apresentamos ao público um cerrado vivo, mágico, invisível e profético”, afirma Tico Magalhães, capitão do grupo Seu Estrelo.

A Festa de Abrição

Para encerrar a temporada de apresentações, nada melhor do que unir o espetáculo com a tradicional Festa de Abrição, festejo que comemora o aniversário de Brasília e homenageia a figura mítica de Laiá, sereia do Mito do Calango Voador. Por lá, o público vai participar de uma programação especial, recheada de música, dança e batuque, um verdadeiro encontro de culturas populares.

Para abrir as celebrações, a partir das 20h, o grupo Tambor de Crioula de Seu Teodoro traz um pouco da cultura nordestina, com as rodas de tambores. Às 21h, ponto alto da festa, começa o espetáculo “A Trincheira ou Poeira é vestido de Vento”. Logo depois, às 22h30, o cantor Lucas dos Prazeres vem direto de Recife para apresentar o show “Do Ritmo ao Rezo”, com um rico repertório da cultura popular e homenagem à ancestralidade negra. Uma aparição mais que especial dará o ar de seu encanto, a paulistana Renata Rosa subirá ao palco para participação no show do mestre de percussão. E para fechar a noite à 00h a Sambada de Seu Estrelo entra em cena.

A diretora da Rosa dos Ventos Produções, Stéffanie Oliveira, ressalta a relevância e abrangência das atividades desenvolvidas pelo grupo: “Essa celebração encerra um projeto de dois anos de Manutenção de Grupo do Seu Estrelo, um conjunto de ações que movimentou a agenda cultural de Brasília. Neste período, o grupo realizou diversas ações formativas, intercâmbios com mestres e mestras da cultura popular e apresentações por todo o Distrito Federal.  Além de manter a realização de suas três festas tradicionais da cidade: a Festa de Abrição, o Aniversário de Seu Estrelo e a Festa do Calango Voador”.

Confira a programação completa da Festa de Abridão

20h – Tambor de Crioula do Seu Teodoro (DF);
21h – Espetáculo: A Trincheira ou Vestido é Poeira de Vento – Orquestra Alada Trovão da Mata e Seu Estrelo (DF);
22h30 – Lucas dos Prazeres (PE) com participação especial de Renata Rosa (PE/SP);
00h – Sambada de Seu Estrelo (DF);

 Serviço – Espetáculo “A Trincheira ou Poeira é vestido de Vento”

Data: 26/04

Hora: 20h

Local: Centro Tradicional de Invenção Cultural, SES 813

Entrada: franca

Classificação: Livre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.