• 25 de maio de 2022 14:28

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Em encontro, GDF apresenta aos chineses plano de privatização 

61brasilia

By61brasilia

nov 6, 2019
Advertisement

Em encontro, GDF apresenta aos chineses plano de privatização

CEB, CAESB e Metrô estão entre as empresas públicas que devem ser privatizadas. Outro tema do encontro foi o Park das Nações, feira que deve acontecer no próximo ano

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Distrito Federal (SDE-DF), Ruy Coutinho, recebeu uma missão comercial da China, nesta terça-feira (5), e aproveitou para apresentar as oportunidades de investimento de grande porte nos mais diversos segmentos da economia do DF.

“Temos grande interesse em receber investimentos estrangeiros. O Brasil – e o DF, em particular – tem excelentes oportunidades para investimentos de grande porte”, argumentou Coutinho.

O programa de privatização do GDF foi um dos temas do encontro, que teve a presença dos secretários da Câmara de Comércio e Investimento China-Brasil, He Yousheng e Xue Rong, o advogado Zhou Xiang Gu e o investidor Gao Yongfeng. O governo prevê a venda de três estatais: Companhia Energética de Brasília (CEB), Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) e Metrô.

Coutinho encabeça reunião com os secretários da Câmara de Comércio e Investimento China-Brasil, He Yousheng e Xue Rong, entre outros membros da missão estrangeria | Foto: Secretaria de Desenvolvimento Econômico / Divulgação

Por enquanto, não há data definida para o início do processo de privatização. Contudo, o primeiro passo já foi dado com a CEB, em agosto, o GDF firmou contrato com o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) para coordenar e executar os estudos técnico da da companhia.

Devido a experiência dos chineses com o transporte coletivo urbano, a área chamou a atenção da missão estrangeira. O país fez largos investimentos no setor, e hoje, os sistemas de trens urbanos de Shanghai de Pequim são mais extensos que os de Londres e mais movimentados que os de Nova York e Paris.

A missão ainda identificou os meios de pagamento bancário como outro segmento que poderá receber investimentos de empresas privadas do país. O GDF já marcou novos encontros para seguir detalhando os projetos de interesse dos chineses e também, estuda uma viagem à China, no próximo ano, para conhecer outras propostas dos possíveis investidores.

 

Park das Nações

Marcado para agosto do próximo ano, o Park das Nações será uma feira de negócios, a presença da China já estaria confirmada.

A coordenadora do Park das Nações, Cláudia Maldonado, ressaltou que áreas como infraestrutura, logística e turismo estão prontas para estudar propostas de investidores internacionais. “O Park das Nações servirá de vitrine para investidores em vários segmentos”, resumiu Cláudia.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.