• 26 de maio de 2022 12:17

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Valeria Souza

Você já ouviu falar em inteligência espiritual?

61brasilia

By61brasilia

nov 13, 2019
Advertisement

Você já ouviu falar em inteligência espiritual?

Fabrício Nogueira, especialista no assunto, explica a nova inteligência e conta sua importância dela nos tempos modernos

Por Gabriel Torres

É contemporâneos, viver no século XXI, realmente, não é para amadores. Devido a isso vários debates sobre assuntos relacionados a psique e aos comportamentos humanos tem sido levantados constantemente, da mídia as conversas de boteco. Em meio a essa maré de desconstrução de atos que achávamos normais antigamente, nossas ações passaram a ser questionadas e, a partir das respostas encontradas, as reflexões feitas ganharam aprofundamento e repercussão. Exemplo disso é o bullying, quem pensaria que “brincadeiras“ com a aparência de uma pessoa geraria tanto impacto na vida dela a ponto da mesma carregar traumas e doenças pelo resto da vida?

Uma delas doenças é o famigerado mal do século: a depressão. Só no ano passado, o Brasil consumiu cerca de 56,6 milhões de caixas de antidepressivos e soníferos. Com isso, nos tornamos o país que mais consome medicação controlada no mundo, o que demonstra, por meio de dados factíveis, o quão doentes estamos com o passar do tempo. Sendo assim, desenvolver a mente contra a liquidez dessa sociedade tornou-se uma medida necessária para o bem estar individual e social.

Uma luz no fim do túnel

Nesse cenário a ciência surge como protagonista na resolução desses problemas. Recentemente, estudos científicos identificaram uma área no cérebro chamada ponto de Deus. A descoberta de uma nova inteligência, a emocional se une aos quocientes já existentes, o QI (quociente inteligência) e o QE (quociente emocional). A inteligência espiritual é a responsável em nos fazer lidar com questões essenciais da vida e também a busca por um ponto de equilíbrio.

Ou seja, diferentemente do pré-conceito criado quando se lê o termo, a inteligência espiritual não se refere a religiosidade, mas, sim, a capacidade do ser humano desenvolver o perdão, compaixão, sensibilidade, empatia, criatividade e outras qualidades. Isso, com o intuito de fazer com que o paciente encontre o ponto de equilíbrio e alimente o próprio espírito, como contou o especialista em inteligência emocional e criador do IES (Instituto de Inteligência Emocional), Fabrício Nogueira.

A inteligência espiritual trabalha as aptidões do ser humano em dar sentido e valor a comportamentos e ações que melhoram sua conexão com o outro e com o ambiente em que vive, o que muda sua forma de solucionar as problemáticas do dia a dia e o fazem equilibrar sua razão e emoção com o mundo exterior “O ponto principal do trabalho com inteligência espiritual é realmente o equilíbrio, além de desenvolver as habilidades de empatia e respeito ao próximo, também trabalhamos o amor próprio e autoestima o que melhora significativamente a qualidade de vida do paciente”, esclarece Fabrício.

Sobre o IES

Idealizado pelo especialista em inteligência emocional Fabrício Nogueira, o Instituto de Inteligência Emocional foca na formação e treinamento de pessoas, profissionais e empresas em desenvolver as habilidades da inteligência espiritual. O profissional oferece atendimento especializado tanto para pessoa física, quanto profissionais da área da saúde que querem ajudar seus pacientes a terem melhor qualidade de vida.

 

Serviço:

 Instagram: @fabriciofnogueiras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.