• 26 de maio de 2022 11:16

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Valeria Souza

A importância do marketing e da Inteligência competitiva na liderança

61brasilia

By61brasilia

dez 12, 2019
Advertisement

Karla Carvalhal nasceu no Rio de Janeiro em fevereiro de 1962, mora em Brasília desde julho de 1981, é Bacharel em Comunicação Social/Propaganda pela Universidade de Brasília,  especialista em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas e em Inteligência Competitiva.

Foi aluna regular do curso de Mestrado em Inteligência Competitiva na Ciência da Informação, da Universidade de Brasília, concluído em 2016.

KARLA CARVALHAL foi homenageada com o Prêmio Excelência e Qualidade Brasil 2014.

 

Revista 61Brasilia – O que representa ser homenageada com o Prêmio Excelência e Qualidade Brasil, iniciativa promovida Associação Brasileira de Liderança, sendo reconhecida entre os Melhores Profissionais do Ano?

Karla Carvalhal – Um reconhecimento realizado com critérios bem definidos, é sempre mais um impulso na carreira de um profissional. O trabalho realizado pela Brasil Líder é criterioso e traduz seriedade. Me orgulho dessa premiação, semelhante a que recebi em 2001 pelo Who´s Who Internacional.

Revista 61Brasilia – A Sra. é especialista em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas e Inteligência Competitiva na Ciência da Informação da Universidade de Brasília (UnB). Comente sobre a sua área de atuação.

Karla Carvalhal – A busca por mais conhecimento veio sempre acompanhada de maior desempenho, sempre, aumento de faturamento das empresas que representei ao longo dos últimos 22 anos com minha empresa. Quando esgotei meus conhecimentos de marketing no entendimento de necessidades e desenvolvimento de estratégias para melhor vender o que tinha no meu portfólio, a Inteligência Competitiva entrou na minha vida para preencher uma lacuna de conhecimento em 2005. Foi paixão a primeira vista! Desenvolver na prática um protocolo de Inteligência de Estado voltado para área de serviços ou de produtos no desenvolvimento consistente de mercado com fidelização de clientes e lucratividade foi um hábito que tenho muito orgulho. Entender a complexidade do dia a dia de uma empresa no mercado em constante mudança e conseguir atingir metas empresariais e pessoais é algo que, na maioria dos casos, fica só no discurso pessoal sem ganhos para a empresa.

Revista 61Brasilia– Vários profissionais brasileiros não percebem o quanto a sua performance vem ganhando repercussão, a ponto de receberem um reconhecimento nacional. Fale um pouco sobre a sua trajetória profissional.

Karla Carvalhal – Na minha vida, trabalhar com qualidade e reconhecimento sempre fez parte do meu dia a dia profissional. Entendo que, por esse motivo, sempre li livros de profissionais de outros países e fiz cursos que tinham real significado para o meu dia a dia. Outro fator importante são os valores de caráter e morais que tenho arraigados a minha personalidade. Em vinte e dois anos com minha empresa e atuando sempre em Brasília, o aumento de demanda somado ao aumento da base de clientes sempre teve o mesmo significado pra mim: estou indo pelo caminho certo e duradouro. O trabalho de premiação realizado pela Brasil Líder é de extrema importância para o mercado brasileiro, sobretudo pela seriedade e critério com que é realizado.

Revista 61Brasilia – O mercado muda rapidamente nos tempos modernos. Qual o papel do especialista em Inteligência Competitiva no cenário desafiador em nossos dias?

Karla Carvalhal – O mundo desafiador dos negócios hoje em dia só será superado por profissionais que tenham em seu portfólio uma formação em Inteligência Competitiva. No Brasil temos algumas iniciativas educacionais mas pela base de teses e dissertações ainda temos que evoluir muito nesses conhecimentos. São raros os profissionais que entendem que estudar e aprender as técnicas de Inteligência de Estado para aplicar no mundo corporativo privado é a garantia de sobrevivência num futuro muito próximo.

Revista 61Brasilia – De que forma a Inteligência Competitiva pode contribuir para o melhor desempenho das empresas e um melhor entendimento do mercado?

Karla Carvalhal – Inteligência Competitiva é algo complexo e perfeito para o mundo atual. Imagine um cenário e dentro uma empresa, seus concorrentes, novos concorrentes, clientes, fornecedores, os pontos fortes e fracos da sua empresa, oportunidades de mercado, elementos que a empresa deve monitorar periodicamente, Educação corporativa para desenvolver uma cultura focada no negócio e no País. O universo de cada elemento que acabei de citar exige um vasto conhecimento e um formato para acompanhamento. Somado a isto e o mais importante: gerar um relatório resumido e periódico que ajude ao Presidente da empresa a tomar a melhor decisão que coloque a empresa a frente de seu concorrente. Inteligência Competitiva contempla tudo isso e mais alguns fatores como entender como seu concorrente tem um melhor desempenho que sua empresa nesse ou naquele mercado dentre outros fatores como tecnologia e Arquitetura da Informação, por exemplo. A importância de um profissional de IC é tão grande que nas eleições presidenciais do Brasil de 2014 cada candidato deveria ter um profissional de IC com uma equipe multidisciplinar para atuar junto com o candidato. E mais, se o candidato Eduardo Campos tivesse também um profissional de contra inteligência talvez não tivesse entrado no avião que tirou sua vida. A contra inteligência é responsável pela preservação e segurança de ativos, vidas humanas ou materiais (prédios, documentos, papéis, etc) de uma empresa, por exemplo. Uma empresa com IC desenvolvida transforma uma categoria empresarial, fortalece seus funcionários com informações de qualidade e isso tudo reflete positivamente no País. Caso contrário temos cidadãos frágeis, instituições fracas e um terreno fértil para a dominação de toda ordem: seja ela política ou de capital ou de valores de conduta.

Revista 61Brasilia – Como é a demanda por profissionais com a sua especialização em Brasília, onde a Sra. atua, e também no restante do País?

Karla Carvalhal – A demanda é grande mas as iniciativas de formação de profissionais na área no Brasil ainda caminha a passos muito lentos. Na década passada apenas 100 empresas brasileiras possuíam Educação Corporativa, por exemplo, não se encontra nas pesquisas a minha área de atuação profissional. Se você disser eu sou especialista em Inteligência Competitiva a grande maioria não sabe o que é e não consegue entender o que pode representar um profissional com a minha formação dentro de uma empresa.

Revista 61Brasilia – De que forma a iniciativa da Associação Brasileira de Liderança, com o Prêmio Excelência e Qualidade Brasil, pode incentivar ou promover uma maior consciência em relação à excelência e à qualidade?

Karla Carvalhal – A iniciativa da Associação é como a ponta de um iceberg: enquanto ela tiver uma base sólida com a ponta pra fora da água saberemos que algo está ali ocupando um lugar que poucos saberão fazer igual. Nos Estados Unidos, um País de primeiro mundo, é tradição reconhecer cidadãos por suas realizações que afetam diretamente sua comunidade mais próxima sejam comunidades pequenas ou grandes cidades. Ressaltar os valores e qualidades de um cidadão para criar referencial positivo na comunidade. Esse tipo de ação tem um valor inigualável. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.