• 26 de maio de 2022 21:40

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Cappuccino
Advertisement

Futuro Promissor

Despontando na Advocacia, Alexandre Matias Jr é um exemplo do que há de melhor nas novas gerações de Brasília: conhecimento, visão crítica e determinação

Assim como a cidade, Alexandre Matias Jr. tem um potencial enorme e um futuro de desafios e sucesso que lhe aguardam. Vindo para cá muito jovem, tem pouca idade, mas determinação e garra de quem sabe o que quer: após retornar de um Mestrado em Lisboa, Portugal, o advogado assumiu em 2019 mais um desafio: deixou o próprio escritório e passou a integrar a equipe do tradicional Escritório de Advocacia Maciel, que tem atuação há quase 50 anos na cidade. Bem articulado, educado e muito inteligente, você descobre nesse bate-papo sobre Direito, viagens e Brasília o quanto a cidade tem de novos talentos e vislumbra o que podemos esperar para as próximas gerações.

Museu à céu aberto

Ele não nasceu aqui, mas foi cedinho que chegou à capital, vindo da pequena Ituverava, em São Paulo. Em Brasília, viveu a maior parte dos 27 anos, acumulando muitas amizades das escolas aonde estudou e acredita, como bom brasiliense, que a bela arquitetura da cidade contribui para isso. “Nosso projetista, Lucio Costa, conseguiu fazer daqui um verdadeiro museu a céu aberto”, aprecia o jovem, que já morou por duas oportunidades fora do país para estudar: em Miami (EUA) e Lisboa (Portugal), nos quais permaneceu por um ano, cada. Alexandre conta que sempre que esteve fora, teve saudades da vida aqui: das avenidas largas, da tranquilidade e facilidade de locomoção ou, como ele mesmo diz, de “chegar rápido mesmo que se esteja longe”.

Na experiência mais recente (2016 a 2017), em Portugal, Alexandre cursou um Mestrado em Direito Empresarial na renomada Universidade de Lisboa. Ele encontrou em Lisboa uma cidade muito acolhedora e dividiu a sala de aula com muitos juízes, advogado e promotores brasileiros. “A questão da língua é algo que conecta as origens”, avalia. A disponibilidade de voos diretos de Brasília a Portugal é outra facilidade apontada pelo advogado para a intensa procura por brasileiros para negócios e turismo, ou ainda estudos. “Os portugueses têm instituições públicas muito consolidadas, especialmente na área jurídica. As instituições são muito sólidas, antigas e tradicionais”, endossa.

Família unida

Filho do Alexandre Matias Rocha, fundador da Cygnus, construtora e empreiteira que atua no mercado nacional e soma 13 anos de experiência e muitas realizações na cidade, Alexandre é o mais velho de dois irmãos, Ana Cristina, que vai completar 15, e Roberto, que fará 12 anos. “As fases de vida são outras. Mas não vejo isso como ônus”, diz o primogênito, que assegura com leveza que pela diferença de idade, serve como referência para os irmãos.

A família, muito unida, mora em Brasília. O pai, empreendedor de sucesso, nasceu em Brasília e a mãe, veio do interior de São Paulo. “Eu sempre prezo muito pela família”, pontua o jovem. Com a rotina de trabalho agitada, no entanto, o convívio diário é mais complicado, mas nas datas comemorativas, todos estão sempre juntos.

 

Caminho certo na Advocacia

A certeza pela Advocacia ele sempre teve. “Sempre quis ser advogado”, relembra, ao contar que aos 10 anos já tinha certeza que queria advogar. “Assistia filmes e gostava muito da figura do advogado. Não tive aquela indecisão que é até normal, de quando se está terminando o ensino médio”, conta. Alexandre se formou em 2013, e de lá para cá, não parou. Concluiu uma pós-graduação em Direito Empresarial no Instituto de Direito Público – IDP, participou de diversos seminários, embarcou para Lisboa para cursar seu Mestrado, fundou uma Associação de Egressos do Curso de Direito do UniCEUB, integrou comissões temáticas na Ordem dos Advogados do Brasil e continua sempre em busca de novos desafios. “Gosto muito do que faço; de trabalhar. Enquanto estiver vivo, vou continuar trabalhando”, assegura. O gosto pela advocacia anda ao lado com o gosto pelos estudos e pela leitura. “Sempre fui um exímio leitor, não apenas de conteúdo jurídico, mas também de literatura”.

 

2019 chegou com novos projetos e desafios

Alexandre já teve o próprio escritório, em sociedade com o amigo João Gama: o Matias & Gama Advogados, atuante na área de Direito Empresarial, Civil e Imobiliário ao longo de 4 anos. O escritório próprio foi incorporado ainda esse ano a grande e tradicional banca jurídica Advocacia Maciel. “É uma grande satisfação e honra integrar a equipe de um escritório com tanta tradição e destaque nacional”, diz, sobre o renomado empreendimento de quase 50 anos de existência e grande proeminência nacional, localizada no Lago Sul.

 

Brasília, cidade que amo

Morador da tranquila Asa Norte, Alexandre aprecia passeios ao ar livre, como no Parque da Cidade e no Parque Olhos D’Água, além do Lago Paranoá e a vista das pontes da cidade. “Dá uma sensação de tranquilidade…”, conceitua, completando: “Gosto muito do visual da cidade”. O jovem diz que Brasília não perde em nada para outros lugares que já visitou. “Aqui temos bons restaurantes, e a arquitetura da cidade nos proporciona uma boa atividade”.

Na cidade, o jurista estudou, se formou e atuou profissionalmente. E pretende continuar: “Gosto muito de Brasília, não me vejo morando em outro lugar. Pretendo continuar aqui, quero ter meus filhos aqui e cada vez criar mais raízes na cidade”. Para ele, a capital é uma cidade versátil e que tem crescido muito. “É uma cidade muito acolhedora. Surgiu para acolher os imigrantes e tem seguido nessa linha”.

Por isso, Alexandre defende que o crescimento de fato deve ser tido de forma ordenada. “Isso deve ser preservado. O crescimento da cidade impacta em novos desafios, que são para todos”. Ele aponta, por exemplo, a crescente demanda por transporte público de qualidade e acessível. “Isso é natural, mas são desafios que podem ser atingidos e superados para que Brasília mantenha essa essência que foi construída ao longo desses quase 60 anos”, avalia.

Exímio viajante e conhecedor de outras culturas, quando pensa em Brasília, lhe vem à mente a ideia de lar, e também na de trabalho. “Penso em casa, lugar que eu moro e que quero continuar morando. E penso também em trabalho, tribunais, Justiça”.

No aniversário de Brasília, não restam dúvidas do amor do jovem promissor pela nossa cidade: “Cada cidade tem sua característica própria. Diferentes cidades têm diferentes perfis. É claro que Brasília não vai ser similar a grandes centros, como São Paulo e Nova York, mas possui seu encanto próprio”, diz. Alexandre pontua o planejamento urbano e a setorização como aspectos que fazem com que a cidade seja muito peculiar. “Numa soma de prós e contras, sou apaixonado por Brasília”, sentencia.

Como desafios para os próximos anos, o jovem aposta no fomento do setor empresarial na cidade. “Brasília abriga muitos trabalhadores do setor público, mas é importante que consiga desenvolver esse lado empresarial, pujante da economia. É uma cidade muito dinâmica, tem muito o que se fazer e investir em Brasília”, aposta.

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.