• 27 de junho de 2022 18:43

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Minha Cadeira

Elo coordena a primeira iniciativa de ajuda a famílias que vivem do turismo em sete paraísos naturais do Brasil 

61brasilia

By61brasilia

abr 28, 2020
Advertisement

Elo coordena a primeira iniciativa de ajuda a famílias que vivem do turismo em sete paraísos naturais do Brasil 

Desde o início da pandemia de Covid-19, o turismo brasileiro vem sofrendo com o cancelamento de viagens e o isolamento de importantes destinos de visitantes brasileiros e estrangeiros. Cidades que vivem do turismo enfrentam o desafio de buscar alternativas de geração de renda para famílias que trabalham em bares, restaurantes ou como artesãos, motoristas e outras tantas profissões.

A Elo, empresa 100% brasileira de tecnologia de pagamentos, doará cartões pré-pagos (equivalente a 3 cestas básicas) para famílias das cidades turísticas que fazem parte do seu projeto Destinos. As localidades contempladas são: Porto de Galinhas (PE), Barra Grande – Península de Maraú (BA)Jijoca de Jericoacoara (CE), Pirenópolis (GO), Chapada Diamantina (BA), Morro de São Paulo (BA) e Pipa (RN)Duas dessas localidades, Jijoca e Chapada estão, inclusive, com seus acessos bloqueados por serem Parques Nacionais. Uma verdadeira operação de guerra está sendo montada para fazer com que os cartões cheguem nas mãos dos beneficiários. Essa é a primeira iniciativa de ajuda a destinos turísticos no Brasil.

Outras iniciativas Elo

Ao longo da quarentena, a Elo ainda patrocina uma série de lives de grandes artistas brasileiros, realizados diretamente de suas casas. Entre as apresentações ao vivo estão Sandy & Junior, Xand Avião e os eventos VillaMix, ambos parceiros da marca há anos e que levam entretenimento aos brasileiros durante este período de isolamento social.

Além disso, a Elo também aderiu ao movimento “Não demita”, compromisso assinado por milhares de empresas pela manutenção de empregos durante ao menos dois meses e evitar um grande número de desempregados em um momento de grandes impactos na economia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.