• 28 de janeiro de 2022 12:53

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Empresa de decoração sustentável faz história no DF pela forma única de tratar objeto e ambiente

By61brasilia

jun 2, 2020

Empresa de decoração sustentável faz história no DF pela forma única de tratar objeto e ambiente

Criada pelo empresário Rodrigo Ferreira Paulucio, a Era O Que Faltava – Decoração Sustentável oferece soluções práticas e originais. Uma revelação dentro de uma chácara bucólica em Brazlândia.

Ele é formado em Direito, mas foi na marcenaria que descobriu sua maior vocação e seu maior amor. E haja talento. Brasiliense e apaixonado pela Capital Federal, Rodrigo Ferreira Paulucio (35 anos) é fundador da Era O Que Faltava – Decoração Sustentável, empresa e marcenaria reconhecida na sua Brasília, no Distrito Federal e no Brasil. E foi com muito trabalho e dedicação que Rodrigo se profissionalizou no mercado e, em 2016, abriu o negócio que leva para casas, escritórios e demais ambientes peças únicas de decoração feitas de forma sustentável. A matéria-prima usada nas confecções é o Pinus, uma madeira sustentável, de reflorestamento.

E a partir de uma produção totalmente artesanal e artística, realizada em uma bela e bucólica chácara em Brazlândia, foi gestado o seu lugar de trabalho e sua moradia que é dividida com a mãe, dona Dalva Leite, e suas duas cachorras: Catú e Tuca.

“Hoje somos uma equipe de seis pessoas que trabalha com muita dedicação para atender os nossos clientes de forma íntima, exclusiva e personalizada para cada tipo de necessidade”, destaca Rodrigo.

E foi com muita garra e força de vontade que o marceneiro, empresário e artista começou a atuar no ramo há quatro anos, quando descobriu sua vocação e paixão pela marcenaria. “No início aconteceu de forma muito rápida. Entrei pela primeira vez numa oficina de marcenaria no início de março de 2016. Foi paixão à primeira vista. Na semana seguinte, eu já estava abrindo o CNPJ. Mesmo sem experiência, senti que tinha encontrado meu ofício e a oportunidade de construir uma história bonita trabalhando com o que eu gosto”, lembra, satisfeito.

Rodrigo começou no ramo da marcenaria sem experiência e sem equipamentos. Mas, graças às pessoas que passaram pela sua vida, fez acontecer. A primeira experiência foi na Mutamba, uma empresa de fabricação de móveis de palete. “Eu conhecia um integrante, o Felipe, que me apresentou ao restante da equipe e me deixou estagiar lá sem remuneração, em troca da experiência.  Da Mutamba também faziam parte o Caio e o Mauro. O Mauro era o marceneiro chefe e foi, definitivamente, uma pessoa importantíssima no meu início”, conta, grato pelas parcerias que fez pela vida e pela ajuda recebida.

A partir deste estágio, Rodrigo aprendeu técnicas de marcenaria utilizando paletes, manuseio de equipamentos, informações sobre suprimentos e fornecedores. A boa vontade presente e o apreço pela cultura do “faça você mesmo” foram importantes para ajudar e aprender. Foi quando passou de estagiário para parceiro dos colegas e a liderar seus próprios projetos.

Fim de ciclo e vendo a necessidade de ampliar os horizontes, Rodrigo abriu a empresa própria dentro de sua casa com a ajuda da mãe, sua mentora, referência e também co-fundadora da Era o Que Faltava.

“De uma conversa com minha mãe e com meu irmão, em um típico domingão, sobre meus planos e o projeto de abrir a empresa, veio o nome do nosso negócio. A sugestão foi da minha mãe: “Era o que Faltava”… Eu achei simplesmente fenomenal, cabia em todos os sentidos naquele momento. Afinal, era o que faltava”, exclama.

Dalva (mãe) também é uma das responsáveis por dar o tom artístico em algumas obras, além de cuidar do bem-estar de todos da equipe no dia a dia da aconchegante chácara que vale a pena visitar. O local tem tudo a ver com o negócio que, atualmente, atrai centenas de clientes pelo seu jeito único de decorar, de cuidar cada ambiente de forma única, personalizada e sustentável.

O estilo é diferente, inovador, original e traz um valor à madeira mesmo se tratando de uma madeira subvalorizada.

“Sempre tratamos madeira por madeira de forma individual, desde o corte até o acabamento final após a montagem da peça. A produção é feita com muito carinho envolvido. Acreditamos na boa energia gerada quando se faz algo com amor e, em se tratando de peças que vão se tornar parte da rotina das pessoas, isso se torna ainda mais importante”, afirma.

Para falar e fazer o diferencial, o empresário conta que desde o início adotou junto à sua equipe práticas sustentáveis em sua produção, reaproveitando paletes e utilizando a madeira de Pinus em forma de tábua. Para quem não conhece, a Pinus é uma madeira de reflorestamento largamente utilizada na construção civil e que é comercializada com um baixo custo econômico.

“É uma madeira que tem sua beleza natural única, variando seus desenhos em todas as ripas que formam as nossas peças.  O que fazemos é usar a sua beleza natural já existente para montar objetos personalizados de acordo com o gosto e necessidade de cada cliente. É como idealizar, de forma funcional, uma solução que se transforma em peça de decoração para um ambiente”, ressalta.

A Era O Que Faltava, além do trabalho com a madeira, também executa projetos misturando a madeira com ferro, o que traz como resultado peças com linhas modernas ao estilo industrial de móveis. Esta tendência está ascendente no mercado. A empresa oferece ainda serviço de aluguel de móveis de palete para decoração de festas e eventos. Além do trabalho com vendas, eles abrem algumas turmas ao longo do ano de workshops para os que têm interesse em se aventurar no mundo da mercenária.

Sobre o segredo de um negócio bem sucedido, ele aconselha: “acredito que o Distrito Federal tem espaço para todas as ideias e projetos, oferecendo oportunidades para todos que querem empreender de alguma maneira. Porém, se puder buscar algo que ainda tem muito espaço para se desenvolver, o caminho fica mais aberto. Foi assim com a Era o que Faltava… iniciamos em uma tendência crescente de busca por um consumo mais consciente”, indica.

Em relação ao momento difícil que as empresas privadas atravessam devido à pandemia do coronavírus, a dica do empresário é a de não desanimar, nunca perder a fé, se inovar e se reinventar sempre.

Serviço:

Conheça a empresa Era O Que Faltava – Decoração Sustentável, de Rodrigo Ferreira Paulucio e Dalva Leite

Site: https://www.eraoquefaltava.eco.br/

Instagram: @eraoquefaltava

Endereço:  

Incra 7, reserva “G, Alexandre Gusmão – Brazlândia, Brasília – DF

Informações: (61) 9521-7939

e-mail: contatoeraoquefaltava@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *