• 15 de agosto de 2022 03:55

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Paulo Octavio marco 2022

Junho Violeta: campanha faz alerta sobre violência contra idosos

61brasilia

By61brasilia

jun 25, 2020
Advertisement

Junho Violeta: campanha faz alerta sobre violência contra idosos

Agressões psicológica, financeiras e negligências são as mais comuns

Junho é um mês dedicado à conscientização da violência contra os idosos. O objetivo da campanha é sensibilizar a sociedade para combater todas as formas de agressão cometidas contra pessoas com mais de 60 anos. Do início de março ao começo de junho, o Disque 100 recebeu 474 casos de violações de direitos da pessoa idosa no Distrito Federal. Somente neste período, o número chegou à metade das denúncias de todo o ano passado, que fechou com 989 ocorrências.

Na avaliação do especialista em segurança pública e privada Leonardo Sant’Anna, esses casos podem ser ainda maiores, pois tratam-se de crimes subnotificados. “Estima-se que o número da violência contra o idoso seja muito maior. Isso acontece por vários motivos: vergonha, medo da retaliação e ainda pior: o envolvimento de filhos e familiares nesse tipo de crime”, explica.

Um levantamento Central Judicial do Idoso (CJI), do Tribunal de Justiça (TJDFT) identificou que as agressões mais comuns em 2019 foram psicológica (26%), seguida de negligência (23%), violência financeira (22%), agressão física (15%) e abandono (13%). A mesma pesquisa também revelou que as mulheres são as maiores vítimas e também que as agressões, na maioria das vezes, são cometidas pelos próprios filhos. Também é comum, em uma mesma denúncia, ocorrer mais de um tipo de violência.

O especialista em segurança faz um alerta em relação aos tipos de agressões contra idosos:

Violência psicológica

Xingamentos, intimidações verbais, gritos e humilhações também figuram como crime. “Essas são as agressões verbais ou gestuais que aterrorizam, humilham e restringem a liberdade dos idosos”, ressalta Leonardo Sant’Anna.

Abuso financeiro

Desviar bens, dinheiro ou benefícios de idosos também são formas de violência.

Negligência e abandono

Idosos precisam de atenção, cuidado e acompanhamento médico. A falta de assistência pode prejudicar a saúde e bem estar das pessoas com mais de 60 anos.

Violência física

Sendo o extremo dos abusos, a agressão física traz sofrimento e pode até mesmo matar o idoso. É dever de todos zelar pela dignidade e não permitir que o idoso sofra qualquer tratamento desumano ou violento.

Vítimas de golpe

A violência contra os idosos também apresenta outra face cruel: eles são as maiores vítimas de golpes e estelionatos. “ Os idosos nutrem valores morais e pessoais que as fazem acreditar que não serão enganadas e todos são ‘do bem’. Tornam-se presa fácil para os golpistas que usam o subterfúgio da insistência para tirarem proveito”, conclui o especialista.

Denuncie

Caso você presencie qualquer tipo de violência contra o idoso, pode denunciar pelos seguintes meios:

  • Disque 100

  • Disque 162 – Ouvidoria do GDF

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.