• 1 de julho de 2022 23:32

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Cappuccino

Professor de Direito do Ibmec, Isac Costa, participa de live sobre valores mobiliários

61brasilia

By61brasilia

jul 26, 2020
Advertisement

Professor de Direito do Ibmec, Isac Costa, participa de live sobre valores mobiliários

Professor abordará a importância da informação e da transparência na operação do mercado mobiliário

A Revista de Direito das Sociedades e Valores Mobiliários, publicação semestral que circula no Brasil e em Portugal, responsável por contribuições científicas de pesquisadores e advogados nas linhas de Direito Societário e Direito dos Valores Mobiliários, terá seu 11° volume lançado em um evento virtual na próxima segunda-feira, 27 de julho, às 18 horas. O evento terá a participação do professor de LL.M. em Direito Empresarial, Pós-Graduação em Direito Corporativo e MBA em Finanças do Ibmec de São Paulo e Brasília, Isac Costa, e a introdução dos debates será conduzida pelo advogado Nelson Eizirik, que coordena a publicação juntamente com o professor Erasmo Valladão de Azevedo Novaes e França.

Editada pela Editora Almedina, a revista contará, nesta edição, com a contribuição do artigo do professor Isac Costa sobre “Entre o sinal e o ruído, o discurso e a ação: regulação do mercado pela informação e seus efeitos colaterais”.

Na avaliação do professor Isac Costa, a regulação do mercado de capitais tem como propósito a mitigação de assimetrias de informação, reduzindo custos de agência pela previsão de deveres de transparência no dia a dia dos emissores de valores mobiliários e durante os processos de ofertas públicas.

Na aplicação das normas, a ação pode se distanciar do discurso, com algumas consequências indesejadas que decorrem da opção regulatória pela adoção desses pressupostos. Os deveres de transparência precisam ser calibrados para que a qualidade da informação seja elevado de modo que ela se torne efetivamente útil para os seus destinatários.

“Talvez não seja possível cogitar a extinção de um regime obrigatório de divulgações, pela sua força simbólica para aumentar a credibilidade dos investidores no mercado e no regulador. Se tal regime é um inconveniente necessário, então seria recomendável que, pelo menos, a informação gerada fosse efetivamente útil e não representasse um fardo para seus produtores e um enigma para seus consumidores”.

Com esse artigo, Isac Costa espera contribuir para o debate de modo a fazer com que a regulação possa caminhar para a aproximação entre o discurso e a ação e que os agentes de mercado possam dispor de meios de separar o sinal e o ruído para tomar suas decisões de investimento.

Serviço

Lançamento da Revista de Direito das Sociedades e Valores Mobiliários

Data: 27 de julho de 2020

Horário: 18 horas

Inscrições: bit.ly/RDSVM11

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.