• 20 de maio de 2022 01:39

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Amor em forma de cartas emociona heróis da pandemia

61brasilia

By61brasilia

jun 30, 2021
Advertisement

Amor em forma de cartas emociona heróis da pandemia 

Médicos e enfermeiros do Hospital de Base se emocionam com mensagens e desenhos carinhosos enviados por crianças 

Mais de 40 cartas com mensagens carinhosas ilustradas com desenhos infantis emocionaram, nesta terça-feira (29), médicos e enfermeiros do Centro Cirúrgico do Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). As mensagens e as ilustrações foram feitas de próprio punho por crianças de sete e oito anos de idade da Escola Salesiana Brasília, na Asa Sul, para homenagear e agradecer aos profissionais de saúde que há mais de um ano estão na linha de frente no combate ao coronavírus.

“Sei que é difícil deixar sua família para cuidar de outras pessoas. Que Deus abençoe sua vida e proteja sua saúde”, escreveu o pequeno Lucas Apecoraro. A mensagem arrancou lágrimas da enfermeira Josilene dos Santos, 40 anos. “É gratificante receber de uma criança, que nem conhece o mundo direito, uma mensagem bonita dessas pedindo que Deus proteja a gente”, agradeceu.

A emoção da enfermeira foi ainda maior ao notar a coincidência do nome do menino que escreveu a carta. “O nome dele é Lucas, o mesmo nome do meu filho. Fiquei emocionada”, declarou entre lágrimas.

Inspiração no Papa Francisco

A iniciativa de levar mensagem de crianças agradecendo o trabalho dos profissionais que lutam contra a covid-19 faz parte do Projeto Aldeia que Educa, desenvolvido pela Escola Salesiana Brasília para implementar as propostas do Pacto Educativo Global, idealizado pelo Papa Francisco.

Por meio dessa ação, os estudantes são incentivados a “criar estratégias para levar ao mundo e às pessoas uma mensagem de esperança, amor, respeito e paz”, explica o professor Antônio Marcos Vieira, coordenador do projeto.

Segundo o educador, o objetivo é desenvolver nas crianças e adolescentes valores como a solidariedade, a ética, o reconhecimento ao trabalho, o respeito e a valorização da vida. Ensinamentos traduzidos na carta da pequena Laura Godinho Medeiro: “Eu amo vocês enfermeiros”.

“O objetivo foi alcançado”, comemorou Vieira, após entregar as cartas com o apoio do professor Kleiton Godoi e da gerente multiprofissional do HB, Thais Martins de Souza. “Só podemos agradecer pela recepção e acolhimento de toda a equipe do IGESDF”.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.