Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by whitelisting our website.
  • 28 de setembro de 2022 06:18

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Vila velluti

Governo antecipa intervalo para dose de reforço no DF

61brasilia

By61brasilia

dez 21, 2021
Advertisement

Redução de cinco para quatro meses contribui para aumentar a proteção contra a variante Ômicron do novo coronavírus

A partir desta terça-feira (21), maiores de 18 anos e que tiverem finalizado o ciclo vacinal contra a covid-19 com as vacinas da AstraZeneca, CoronaVac ou Pfizer-BioNTech há quatro meses podem receber a dose de reforço no Distrito Federal. A redução do intervalo, de cinco para quatro meses, segue orientação do Ministério da Saúde e contribui para aumentar a proteção devido à chegada ao Brasil da variante Ômicron.

Nota técnica do Ministério da Saúde mantém o intervalo de cinco meses para gestantes e puérperas, ou seja, até 45 dias pós-parto.  Esse público deve receber a dose de reforço com o imunizante Pfizer, porque as vacinas AstraZeneca e Janssen não são recomendadas para o uso em gestantes.
No mesmo documento, é prevista mais uma dose de reforço para pessoas imunossuprimidas graves, condição definida de acordo com critérios elaborados pela Pasta Federal.

693.478é a quantidade de moradores do Distrito Federal aptos a receber a dose de reforço com a antecipação

“A dose de reforço é para aumentar a capacidade do organismo de responder, principalmente, a essa nova variante que tem surgido”, ressaltou o subsecretário de Vigilância à Saúde substituto, Fabiano dos Anjos. “É importante a gente reforçar que o vírus Sars-Cov-2 continua sendo uma ameaça e a vacinação é a única maneira que o Brasil dispõe para conter esse vírus e, principalmente, evitar casos graves e óbitos”, completou.

Com a antecipação, agora são 693.478 moradores do Distrito Federal aptos a receber a dose de reforço. Deste total, até o domingo (19), 274.060 pessoas compareceram aos locais de vacinação. Hoje, a rede de frio central dispõe de imunizantes suficientes para iniciar essa nova fase da campanha. Os locais de vacinação são divulgados diariamente no site da Secretaria de Saúde. Para receber a dose de reforço é necessário levar documento de identidade com foto e o cartão de vacinação.

A Secretaria de Saúde do DF aplica como dose de reforço o imunizante da Pfizer-BioNTech para todos que tenham tomado a primeira e segunda dose de CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer-BioNTech. Já quem recebeu o imunizante da Janssen deve tomar a dose de reforço dessa marca específica, após o intervalo mínimo de dois meses.

Imunossuprimidos

Pessoas imunossuprimidas devem receber a dose adicional também quatro meses após a dose de reforço. Conforme orientação do Ministério da Saúde, as vacinas a serem utilizadas para esse público devem ser a Pfizer, Janssen ou AstraZeneca. Para situações de recomendação médica ou por decisão do usuário, a partir desta terça-feira (21), o público-alvo que faz jus à dose de reforço ou dose adicional poderá optar pela CoronaVac.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.