• 29 de junho de 2022 07:06

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Cappuccino

Secretaria de Saúde do DF recomenda obrigatoriedade de máscaras

61brasilia

By61brasilia

jun 3, 2022
Advertisement

Secretaria de Saúde do DF recomenda obrigatoriedade de máscaras

Aumento de casos de covid-19 motivou orientação na capital

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal encaminhou hoje (2) ao Governo do Distrito Federal (GDF) uma recomendação para que sejam ampliadas as testagens de covid-19 na população e que se retome a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais fechados ou em espaços públicos com aglomeração.

A secretaria se baseou nos dados a respeito do vírus correspondentes até o dia 30 de maio. O órgão citou no documento o aumento de casos de covid-19 na região (2.604 casos novos e 8.222 casos ativos), o aumento de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e o aumento na necessidade de internações, além da matriz de risco – indicador que alcançou 24 pontos, classificado como “risco alto”.

“Esta Câmara Técnica sugere a retomada da obrigatoriedade do uso de máscaras faciais de gramatura adequada, cobrindo nariz e boca, em todos os ambientes fechados e ambientes públicos do DF nos quais haja aglomeração de pessoas”, disse a secretaria no ofício.

Dados de hoje (2) divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que o DF registrou desde o início da pandemia 715.938 casos, com 11.692 mortes.

O órgão também sugeriu a adoção de campanhas publicitárias para orientar a população sobre a importância de ventilar os ambientes, evitar aglomerações, higienizar as mãos e completar o esquema vacinal contra a covid-19 tão logo possível. A secretaria também pediu ao governo a abertura de novos leitos no Hospital de Campanha da Polícia Militar (HCPM) e a ampliação da vacinação e adesão à dose de reforço no DF.

O documento não tem, por si só, o poder de obrigar a população a usar máscaras novamente. Essa decisão poderá ser tomada pelo governador Ibaneis Rocha, que até o momento não se manifestou sobre a questão.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.