Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by whitelisting our website.
  • 28 de setembro de 2022 12:31

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Cappuccino

Festival de Brasília volta ao presencial

61brasilia

By61brasilia

jun 9, 2022
Advertisement

Festival de Brasília volta ao presencial

Depois de dois anos longe do calor humano das plateias presenciais, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (FBCB) prepara-se para movimentar o tradicional Cine Brasília, lotando a quadra da 106 Sul com o burburinho do mais importante e tradicional evento da sétima arte nacional. O primeiro passo foi dado nesta terça-feira (7.6), com a publicação do edital de chamamento público para celebração de termo de colaboração com organização da sociedade civil (OSC) para gestão do evento marcado para 14 a 20 de novembro de 2022, com duração de sete dias corridos. O investimento é de R$ 2 milhões. Além das exibições presenciais dos filmes, a proposta precisa trazer ambiente virtual e/ou canal de tevê.

“É sempre um momento de felicidade anunciar o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Neste caso, voltando ao contato físico, as trocas de impressões e as apostas dos espectadores. Faremos mais uma vez um evento memorável”, aponta o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

Nas duas últimas edições virtuais, por conta da Covid-19, o FBCB movimentou público de R$ 1 milhão de pessoas entre o Canal Brasil, o YouTube da Secec e plataformas de streamings.

“Esse retorno é mais que desejado porque a alma do Festival de Brasília está no olho no olho, no boca a boca do fim da sessão, nos aplausos e nas vaias. Esse DNA volta com força ao nosso templo sagrado, Cine Brasília”, avalia a subsecretária de Economia Criativa, Angela Inácio.

Para participar, a organização da sociedade civil (OSC) precisa ser legalmente constituída no Distrito Federal e com atuação de pelo menos 02 (dois) anos.

Para realizar o 55º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, a instituição deve cumprir as etapas da seleção:

Envio da Ficha de Inscrição (Anexo I) e da Proposta (Anexo II) em formato PDF, para o endereço eletrônico: protocolo@cultura.df.gov.br, devidamente identificado com o assunto “Seleção do Chamamento Público para realização do 55º FESTIVAL DE BRASÍLIA DO CINEMA BRASILEIRO” entre os dias 8/6 a 7/7. A proposta e seus respectivos planos estão detalhadas no escopo do edital.

Confira os demais anexos:

Cronograma:

Inscrições: 8/6/2022 a 7/7/2022.

Análise das propostas: 8/7/2022 a 17/7/2022.

Resultado provisório: 19/7/2022.

Recursos: 20/7/2022 a 24/7/2022.

Análise dos recursos: 25/7/2022 a 1/8/2022.

Resultado final: 3/8/2022 a 3/8/2022.

Habilitação: 4/8/2022 a 10/8/2022.

Conferência da documentação de Habilitação: 11/8/2022 a 17/8/2022.

Homologação do resultado final: 19/8/2022.

Convocação da organização selecionada para apresentar o plano de trabalho: 20/8/2022 a 26/8/2022.

Análise e aprovação do plano de trabalho: 27/8/2022 a 2/9/2022.

Emissão de parecer jurídico: 3/9/2022 a 8/9/2022.

Contratação: 9/9/2022.

JOIA NACIONAL

Patrimônio Imaterial do Distrito Federal desde 2007, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro é o mais antigo encontro dedicado ao cinema nacional do país, prestigiado por realizadores e críticos por oferecer espaço à apreciação, reflexão e participação do público e de profissionais do cinema. Tornou-se ao longo dos anos uma ágora de grande prestigio, não apenas por seu pioneirismo, mas pela ousadia que pautou sua trajetória e seus premiados, antecipando ou reafirmando a consagração de filmes e autores.

A ação nasceu em 1965, por iniciativa do historiador e crítico Paulo Emílio Sales Gomes, à época à frente do primeiro curso superior de cinema, criado na Universidade de Brasília, intitulada Semana do Cinema Brasileiro até que em 1967 tornou-se Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Apenas nos anos de 1972 a 1974 não foi realizado, no auge do ditadura militar.

Realizada anualmente, a ação é sucesso de público, entre cineastas, diretores, atores e atrizes, estudantes, pesquisadores, profissionais do audiovisual, produtores, técnicos e espectadores. Tornou-se um termômetro da safra anual de lançamento dos melhores filmes produzidos no país, revelando atores, diretores e técnicos.

Nas telas, filmes de qualidade, que projetam aspectos passados, contemporâneos e futuros do cinema nacional. O Júri Popular, manifestação da opinião do público sobre os filmes, em Brasília é tradicionalmente participativo, consagrando o FBCB como umas das plateias mais críticas do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.