Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by whitelisting our website.
  • 26 de setembro de 2022 00:01

61 Brasilia

Portal de Notícias de Brasília

Paulo Octavio marco 2022

Espelhos: como sair do básico e inovar no décor de casa

61brasilia

By61brasilia

set 5, 2022
Advertisement

Espelhos: como sair do básico e inovar no décor de casa

Com um bom planejamento é possível valorizar qualquer ambiente com o uso de espelhos, considerado por muitos um item decorativo ‘milagroso’;

A arquiteta Gigi Gorenstein comenta algumas características e ensina como aplicá-los 

No espaço dedicado para a área de jantar, o espelho redondo eleito pela arquiteta Gigi Gorenstein compõe o cantinho do bar. Além do viés decorativo, a peça auxilia na amplitude do ambiente | Projeto em parceria com Carla Paniagua| Foto: Alexandre Kid

Grandes aliados da arquitetura de interiores, os espelhos se tornaram elementos indispensáveis, pois são itens que combinam com todos os estilos, cores e texturas. Quando aplicados de forma adequada podem unir funcionalidade e beleza, por isso viraram os queridinhos nos projetos residenciais tanto em função de sua estética, como pela possibilidade de criar pontos de destaque nos ambientes. “Sem contar que, posicionados em pontos estratégicos, são capazes de clarear o espaço e dar sensação de amplitude que desejamos, principalmente em apartamentos pequenos“, afirma a arquiteta Gigi Gorenstein, responsável pelo escritório que leva seu nome.

Mas como tudo em excesso é ruim, não se pode abusar da quantidade ou errar no dimensionamento. De acordo com a profissional, o planejamento é fundamental para verificar qual deles melhor atende às necessidades do projeto. Por essa razão, ela compartilha dicas valiosas, bem como inspirações de layouts em que o espelho transformou os ambientes. Acompanhe!

Sala de estar/ Sala de jantar

Os espelhos com formatos orgânicos seguem como tendência no décor de interiores. Na integração da área social, a arquiteta Gigi Gorenstein investiu no estilo para compor o espaço dedicado à sala de jantar | Projeto em parceria com Carla Paniagua | Foto: Gabbavisuals

Na proposta decorativa da sala, espelhos são comumente empregados para ampliar e acrescentar a iluminação no espaço, mas alguns aspectos devem ser levados em consideração. Segundo a arquiteta, é preciso ter cuidado com o reflexo, pois dependendo de onde será inserido, o espelho pode refletir algo indesejado e tirar o foco da ideia proposta. “Ele não fica bem quando estão próximos à televisão ou de luminárias”, exemplifica. Outro ponto de atenção diz respeito à altura, que precisa acompanhar uma referência média entre 1,40 e 1,80m. “A medida certa vai depender da estatura dos moradores. Busco sempre estabelecer uma altura que esteja no alcance dos olhos”, detalha.

 Na sala de estar, Gigi explica que o espelho entra como recurso para ampliar o ambiente, principalmente quando está integrado com o jantar ou varanda. Para ela, por serem ambientes sociais e com grande circulação, é essencial trabalhar para que a presença do item se configure da maneira mais aconchegante possível. “Uma dica é sempre considerar que os espelhos verticais aumentam a altura, enquanto os horizontais atuam na largura”, orienta. “É comum vê-lo cobrindo uma parede inteira, mas também podemos dividir as peças para criar movimento“, completa.

Nessa parede revestida com madeira de demolição, espelhos com formas geométricas foram introduzidos no cantinho da sala de jantar. A proposta de Gigi Gorenstein foi quebrar a monotonia da parede de madeira e do espaço | Foto: Rogério Medeiros

Dormitório

O uso de espelhos soltos e apoiados no piso vem ganhando cada vez mais espaço da decoração | Projeto de Gigi Gorenstein Arquitetura com Carla Paniagua | Foto: Gabbavisuals

Em se falando de dormitórios, o espelho é um item auxiliar na hora de se vestir, conferir o visual e realizar o autocuidado com a pele e maquiagem. Conforme a orientação dada pela arquiteta Gigi Gorenstein, para esse cômodo ela trabalha com algumas possibilidades de composição: espelho mais à mostra anexado na porta do guarda-roupa; uma proposta mais despojada com a peça solta e apoiada no chão ou a opção de deixá-lo mais escondido – em um décor mais intimista, ele pode ser instalado dentro do closet, agregando certa elegância para o espaço.

Para fugir do comum, a profissional relaciona outras formas de posicionar o espelho, que são por meio do revestimento de móveis, como aparadores ou em penteadeiras, que estão voltando à moda; ao lado ou sob a extensão das cabeceiras de cama, deixando o ambiente mais sofisticado; ou até empregar o estilo geométrico para criar efeitos únicos.

Nesse projeto, o uso de espelhos acima da cabeceira concedeu um efeito de um quarto maior e ampliou a vista do local | Foto: Alessandra Bomeny

Vale pontuar, segundo a arquiteta, que espelhos são itens muito pessoais e devem ser escolhidos com precisão. “Não são todas as pessoas que gostam de espelhos soltos pela casa, então para esses é melhor por formas mais sutis e discretas“, aconselha.

Banheiro e lavabo

Sempre procurando realçar os ambientes, os espelhos redondos estão em alta no décor. Na primeira foto (à esquerda), o item sem moldura dá um destaque na parede de revestimento cinza geométrico da Portobello. Na segunda foto (à direita), o item com moldura deixa o lavabo mais cativante | Projetos de Gigi Gorenstein| Foto: Divulgação e Alessandra Bomeny

Diferente do que muitos pensam, espelhos não são apenas objetos de reflexão. Em banheiros e lavabos, se tornam obrigatórios, sempre muito úteis e, acima de tudo, de grande potencial decorativo. Na aposta tradicional, os retangulares e redondos, acima da bancada, são os mais costumazes. Entretanto, a profissional gosta de investir em outras perspectivas, como a instalação do espelho em portas e armários, que ajudam a economizar espaço. “Os redondos, geométricos e orgânicos ou soltos na parede com iluminação atrás estão super em alta. Envoltos em estrutura metálica também fica ótimo! Só não se deve esquecer de combinar a cor com o estilo do projeto“, relaciona.

Por fim, espelhos são ótimos recursos para dar vida aos ambientes sem precisar investir pesado na decoração, podendo ser aplicado também em áreas como cozinha, terraço, hall de entrada e varanda. “O item é uma decoração única e a palavra-chave é na hora de planejar é a criatividade”, finaliza Gigi.

Sobre Gigi Gorenstein Arquitetura

Gigi Gorenstein é arquiteta e designer de interiores, formada pela Universidade Paulista, atua no mercado desde 1998. Em 2008, partiu para carreira solo quando descobriu a sua própria identidade dentro do universo da Arquitetura e Interiores. Há 14 anos está à frente do escritório Gigi Gorenstein Arquitetura e Interiores, onde desenvolve projetos residenciais, interiores e comerciais, buscando excelência e personalidade através de técnicas e conhecimentos adquiridos através de 22 anos de experiência. Para pessoas sofisticadas e antenadas, oferece de forma leve e interessante a execução de um projeto arquitetônico completo com qualidade e segurança buscando unir funcionalidade e estética.

@gigigorenstein_arquitetura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.