13.5 C
Brasília
sábado, maio 18, 2024

26ª Mostra de Cinema de Tiradentes

Date:

Share post:

26ª Mostra de Cinema de Tiradentes

20 a 28 de jan de 2023

MOSTRA AURORA TEM SELEÇÃO DE SETE LONGAS INÉDITOS EM

COMPETIÇÃO COM EXPERIÊNCIAS DIFERENCIADAS

 

Sete longas-metragens inéditos integram a seleção da Mostra Aurora da 26a Mostra de Cinema de

Tiradentes dedicada a filmes de realizadores que arriscam novas estéticas e narrativas no cenário

audiovisual brasileiro; títulos serão avaliados por Júri da Crítica em ano de presença forte da produção

carioca e retorno ao presencial

A 26a Mostra de Cinema de Tiradentes, a ser realizada entre 20 e 28 de janeiro de 2023, anuncia a seleção de mais uma edição da Mostra Aurora. Em sua 16a versão, a Aurora – é a seção do evento dedicada a filmes feitos por realizadores com até três longas-metragens na carreira e que se caracteriza por trabalhos estético e narrativo representativos, em várias medidas, do que de mais vigoroso se faz na produção brasileira contemporânea – apresenta os tradicionais 7 títulos inéditos, em pré-estreia mundial, escolhidos pela curadoria de Francis Vogner dos ReisLila Foster e Camila Vieira.

Os filmes na Mostra Aurora 2023 são: “A Vida são Dois Dias” (RJ/CE), de Leonardo Mouramateus; “As Linhas da Minha Mão” (MG), de João Dumans; “Cervejas no Escuro” (PB), de Tiago A. Neves; “Peixe Abissal” (RJ), de Rafael Saar; “Solange” (PR), de Nathalia Tereza e Tomás von der Osten; “Vermelho Bruto” (DF), de Amanda Devulsky; e “Xamã Punk” (RJ), de João Maia Peixoto. Todos eles vão ser avaliados pelo Júri Oficial e concorrem ao Troféu Barroco e a prêmios de parceiros da Mostra.

Em termos regionais, é um ano especial para o Rio de Janeiro, com três filmes na Mostra, a mais significativa presença do estado na seleção em todas as edições. Como é praxe na Aurora, o conjunto de 7 longas-metragens exibe distintas aproximações com a linguagem, alguns mergulhando mais radicalmente em suas propostas, outros construindo pontes e caminhos com determinadas tradições.

“Não há uma questão específica a unir os filmes, nem qualquer tipo de tendência, e sim experiências diferenciadas, que se relacionam àquilo que interessa a cada realizador e também ao ambiente e ao que eles optam filmar”, aponta o curador Francis Vogner dos Reis. Ele chama atenção para o grande número de diretores e diretoras que estiveram antes em Tiradentes, alguns deles com curtas-metragens exibidos na mostra Foco, casos de Leonardo Mouramateus (“Vando Vulgo Vedita”, codireção Andréia Pires, 2017), Tomás von der Osten (“Vó Maria”, 2011) e Nathalia Tereza (“A Outra Margem”, 2014).

Para a curadora Lila Foster, será interessante ao público e aos críticos perceber, na Aurora 2023, uma mistura entre a encenação, ou espaço de interpretação, e a observação. “Seria tentador recair no que poderíamos chamar de influências do gesto documental na ficção ou da construção da cena no documentário, mas acho que o que os filmes mostram vai um pouco além disso. Cada um vai propor o seu jogo”, define ela. Esse jogo surge nas maneiras como os filmes tratam seus materiais, seja se apropriando de imagens de arquivo, registrando corpos e gestos ou construindo ficções a partir dos choques no mundo.

Há, por exemplo, dois documentários dedicados a figuras artísticas. “As Linhas da Minha Mão” mergulha na vida da atriz e performer Viviane de Cassia Ferreira, e a relação entre vida e imaginação se conecta diretamente às suas criações, enquanto “Peixe Abissal”, sobre o músico Luís Capucho, mescla fantasia, biografia e desejo para capturar um cotidiano atravessado pela magia e pela arte.

No caso de “Vermelho Bruto”, Lila Foster afirma se tratar de uma radicalização no uso de imagens amadoras e domésticas para integrar a voz de muitas mulheres em detalhes da vida que trazem a marca desse tipo de material (o tremor, o registro urgente, o cotidiano) sem que recaia necessariamente no autorretrato. Por sua vez, “Xamã Punk” performa um mundo pós-apocalíptico enquanto uma equipe de filmagem documenta as ruínas e os seres que habitam esse fim do mundo. Segundo Francis Vogner, é um filme que dialoga com o experimentalismo dos anos 1970 com elementos de horror, ficção científica conectados a uma “cosmogonia xamânica”, como aliás o título sugere.

“A Vida são Dois Dias” acompanha dois irmãos gêmeos entre Brasil e Portugal numa trama atravessada por acontecimentos absurdos e pela experiência fraturada na diferença de espaços onde cada personagem se localiza e em seus universos de fantasias particulares. “Parece uma farsa do cineasta alemão Ernst Lubitsch, com um trabalho de teatralidade muito particular e que está presente em outros projetos do diretor Mouramateus, além de fazer uma ponte entre Brasil e Portugal que se relaciona com a própria trajetória dele”, diz Francis Vogner.

Também filme de personagem, “Solange” acompanha a protagonista compondo traços de seus traumas, desejos e personalidade a partir do reencontro com um grupo de amigos da cidade de onde ela foi embora. Por fim, também no campo da criação ficcional livre, “Cervejas no Escuro” segue uma mulher em luto. “Essa personagem decide fazer um filme e mobiliza a cidade em torno do seu projeto. Ora making of da empreitada, ora o filme propriamente dito, esse longa toca a poesia do gesto amador de se relacionar com o cinema”, define Lila Foster.

Em 2022, o Júri Oficial  convocado a avaliar os filmes da Mostra Aurora é formado por Cristina Amaral, cineasta e montadora; Dácia Ibiapina, cineasta, diretora e professora; Ester Marçal Fér, pesquisadora e professora; Gabriel Albuquerque Silva, jornalista e pesquisador; e Luiz Carlos Oliveira Jr, crítico, pesquisador e professor.

Confira os filmes da Mostra Aurora em 2022:

•         A vida são dois dias, de Leonardo Mouramateus (CE,RJ)

•         As linhas da minha mão, de João Dumans (MG)

•         Cervejas no escuro, de Tiago A. Neves (PB)

•         Peixe abissal, de Rafael Saar (RJ)

•         Solange, de Nathalia Tereza e Thomas von der Osten (PR)

•         Vermelho bruto, de Amanda Devulsky (DF)

•         Xamã punk, de João Maria Peixoto (RJ)

***

SOBRE A MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES

PLATAFORMA DE LANÇAMENTO DO CINEMA BRASILEIRO

Maior evento do cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país e chega a sua 26ª edição de 20 a 28 de janeiro de 2023, em formato online e presencial. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias mundiais e nacionais – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.

O evento exibe mais de 100 filmes brasileiros em pré-estreias nacionais e mostras temáticas, presta homenagem a personalidades do audiovisual, promove seminário, debates, a série Encontro com os filmes, oficinas, Mostrinha de Cinema e atrações artísticas. Toda a programação é gratuita. Maiores informações www.mostratiradentes.com.br

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2023.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Webmostratiradentes.com.br

No Instagram@universoproducaoNo YoutubeUniverso Produção

No Twitter@universoprodNo Facebookmostratiradentes / universoproducao

No LinkedInuniverso-produção

 

SERVIÇO

26a MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES | 20 a 28 de janeiro de 2023

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio Master: INSTITUTO CULTURAL VALE

Patrocínio: CBMM, CEMIG/GOVERNO DE MINAS GERAIS

Apoio: PREFEITURA DE TIRADENTES, INSTITUTO UNIVERSO CULTURAL, CASA DA MOSTRA

Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA E TURISMO | GOVERNO DE MINAS GERAIS

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA, MINISTÉRIO DO TURISMO – GOVERNO FEDERAL| PÁTRIA AMADA BRASIL

PROGRAMAÇÃO GRATUITA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

publicidade

Related articles

“Fim: O Último Espetáculo”

"Fim" é um monólogo intenso que nos leva ao turbilhão mental e emocional de um protagonista que está...

Sugar Daddies super exclusivos? Saiba mais

O aplicativo de namoro MySugarDaddy revela que no Brasil, existem mais de 140.000 Sugar Daddies Sugar Babies. A...

Blast Party: uma explosão de Pop Rock invade a Áudio Club, em São Paulo

Agora o festival acontece na capital de SP A Blast Party, um dos maiores festivais do País, agora chega...

Cromoterapia na arquitetura, como investir nessa tendência?

Cores pastel, suaves e calmas, estão em alta e são atemporais Se há um assunto que não decepciona e...