26.5 C
Brasília
quarta-feira, abril 24, 2024

Maninha: experiência e excelência em saúde pública

Date:

Share post:

Por Gabriela Lobato

Em 1996, a convite do então governador Cristovam Buarque (1995-1998), Maninha assumiu a função de secretária de Saúde do Distrito Federal. Em sua gestão, nasceu um novo conceito de “fazer saúde”. A proposta de prevenção e tratamento de doenças ofertados a domicílio, com vistas à redução da demanda por atendimento hospitalar, foi a marca de sua administração. A partir dessa ideia, a ex-secretária criou juntamente com sua equipe o Programa Saúde em Casa, que atendeu cerca de quatro milhões de pessoas em dois anos.

Durante esse período, a promoção da saúde foi mais avante, a Fundação Hospitalar concluiu 240 obras, o Programa Saúde em Casa levou atendimento médico domiciliar para 14 cidades do DF, o Hospital Materno Brasília (HMIB) recebeu a implementação do serviço de Abortamento Legal e suporte para parto humanizado, e houve também a premiação de sete hospitais da rede pública pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) com o título de Amigos da Criança.

No fim do primeiro ano de sua gestão, a secretária sanou um problema crônico da saúde pública do DF: a falta de medicamentos e materiais hospitalares. Foram cerca de 48 milhões de reais investidos anualmente para manter a rede hospitalar abastecida, principalmente com medicamentos de alto custo.

No final dos anos 90, Maninha, médica e ativista política defensora da saúde de qualidade e dos direitos humanos, alcançou a marca de 4.276.078 atendimentos na Fundação Hospitalar, 35.500 cirurgias realizadas e 47.200 partos, promovendo atendimentos também para as populações de outros estados. São 50 anos de ativismo político, desde a luta contra a Ditadura Militar ao lado do colega Honestino Guimarães, passando pela presidência do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal, por dois mandatos para deputada distrital e um mandato para deputada federal.

Nas eleições de 2018, é candidata a deputada federal pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), mantendo a luta por uma reforma política. Em sua nova campanha, Maninha tem defendido a destinação de verbas para o resgate da saúde pública de qualidade, oferecendo um Sistema Único de Saúde justo para todos/as. Para isso, prioriza o principal papel de um deputado federal: a luta contra a corrupção e a fiscalização rigorosa do Executivo. Em 2018, abrace essa ideia!

Artigo anterior
Próximo artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

publicidade

Related articles

Ronaldo Fonseca se filia ao PSD-DF

Ex-ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência do governo Michel Temer, o ex-deputado federal Ronaldo Fonseca filiou-se ao PSD nesta...

Cápsulas, pó ou gomas?  Dermatologista esclarece as principais dúvidas sobre a suplementação com colágeno

O nosso organismo produz colágeno de forma natural até por volta dos 25 anos de idade, após isso...

Projeto “Olha o palhaço, no meio da rua!” leva arte circense para praças e escolas públicas do DF

Serão seis apresentações gratuitas na Cidade Estrutural e em Brazlândia E raia o sol, suspende a lua... O Circo...

Curta-metragem vai mostrar como ditadura afetou crianças no Brasil

Em fase de busca de recursos, projeto já tirou o sono do idealizador Quando estava fazendo pesquisas para o...