9.5 C
Brasília
quinta-feira, julho 25, 2024

Romance com gringos

Date:

Share post:

4 em cada 10 brasileiros estão abertos à possibilidadeApós ouvir centenas de pessoas, estudo descobriu que jovens são os mais interessados; para 60% dos entrevistados, idioma e distância são grandes desafios
Ao que tudo indica, os brasileiros nunca estiveram tão interessados em um romance com gringos — e os dados estão aí para provar. Somente de 2020 para cá, as pesquisas online envolvendo o tema saltaram mais de 120% nacionalmente, entre buscas por redes sociais e apps de bate-papo com estrangeiros. Agora, em uma pesquisa da Preply, mais de 40% dos entrevistados admitiram: mesmo quem não cogita a hipótese no momento já pensou em viver uma “paixão internacional” no futuro. 

Para entender como as pessoas enxergam o assunto, recentemente, a plataforma de e-learning perguntou a 500 usuários se eles já se envolveram ou se envolveriam com estrangeiros, que tipo de vantagens uma relação como essa oferece e os desafios mais comuns em relacionamentos com gringos. Além das línguas e nacionalidades mais atraentes no país, ainda foram desvendadas as plataformas favoritas para conhecer pessoas de fora e, quem sabe, engatar em um amor sem fronteiras.

Principais conclusões
Espaços preferidos para conhecer gringos são as redes sociais (76%) e apps de namoro (43,8%);Jovens (51%) são os que mais pensam no assunto, diferente dos mais velhos;Nacionalidades mais atraentes para brasileiros são a italiana e estadunidense, enquanto línguas mais sexy são o inglês, francês e espanhol

Romance internacional: os jovens dizem sim; os mais velhos, nem tanto

Mesmo não faltando boas histórias de romances com gringos por aí, de forma geral, nosso estudo descobriu que os relacionamentos envolvendo outras nacionalidades não são tão comuns no país. Isso porque, quando questionados sobre suas experiências atuais ou passadas com estrangeiros, apenas 21% dos entrevistados disseram viver ou já ter vivido algo do tipo — uma porcentagem que pouco variou conforme o gênero, idade ou classe social das pessoas.

No entanto, mesmo com a falta de experiências pessoais, diversos respondentes demonstraram abertura para a possibilidade de conhecer um estrangeiro no futuro. Em tempos nos quais não é difícil conhecer pessoas de fora virtualmente, mais de 40% dos usuários disseram já ter pensado no assunto, uma reflexão mais habitual entre os homens (46,2%) do que entre as mulheres (40,5%). 

Os resultados também indicaram que viver um amor internacional futuramente é uma hipótese mais cogitada pelos jovens do que pelos mais velhos. Se comparadas as diferentes faixas etárias, por exemplo, 5 em cada 10 brasileiros entre 16 a 24 anos já pensaram no tema, um número maior que o encontrado entre pessoas com mais de 40 anos (36%). 

Entre desafios e aprendizados 
Se certos obstáculos são comuns em toda relação amorosa, não há dúvidas de que estar com uma pessoa de outra nacionalidade traz consigo suas próprias particularidades. De acordo com os brasileiros entrevistados, os maiores desafios ficam a cargo da barreira linguística (64,4%) e a distância geográfica (64,4%), que lideram a lista de dificuldades mais comuns. 
“De fato, a barreira da língua pode até parecer um grande impedimento para a conexão entre pessoas de países diferentes. No entanto, com um pouco de prática e paciência, a tendência é que as trocas a dois se tornem cada vez mais confortáveis. Vale lembrar que, assim como a possibilidade de conhecer estrangeiros, hoje também conseguimos tirar nossas dúvidas e praticar um novo idioma com poucos cliques” afirma Yolanda Del Peso, especialista em Outreach da Preply. 

Mas, afinal, será que os brasileiros estariam dispostos a aprender um idioma diferente para um relacionamento amoroso? A resposta foi quase unanimidade, com cerca de 80% dos entrevistados afirmando que topariam, sim, o desafio. Só em seguida aparecem os indecisos (12%) e aqueles que afirmam com todas as letras: não encarariam outra língua em nome do amor (9,8%). 
Quanto aos benefícios, muitas pessoas parecem concordar que embarcar em um “relacionamento sem fronteiras” é como descobrir um novo mundo do zero, uma verdadeira experiência de enriquecimento cultural. Não à toa, a maioria dos respondentes disseram que aprender ou aprimorar um novo idioma (78,6%), poder viver em outro país (69,8%) e ter contato com novos costumes e tradições (71,4%) são algumas de suas grandes vantagens

Afinal, quem são os crushes nacionais?
Os gringos podem respirar aliviados: dada a quantidade de empates no pódio, há espaço para muita gente no coração dos brasileiros. Para se ter uma ideia, depois de uma disputa acirrada, o topo do ranking das nacionalidades mais atraentes foi encabeçado não por uma, mas duas — os italianos e os estadunidenses. O mesmo também aconteceu com o segundo lugar dos crushes nacionais, ocupado simultaneamente pelos franceses e espanhóis. Do top 3, apenas o terceiro lugar foi ocupado por uma única população: a portuguesa. 
De certa forma, é possível dizer que uma lógica similar se aplica à preferência dos brasileiros pelos idiomas, visto que o inglês, o espanhol e o francês foram eleitos, respectivamente, os mais sexy do mundo segundo os respondentes. 
Esbarrando com gringos pela internet

Os números não nos deixam mentir: pelo menos no Brasil, o interesse em interagir virtualmente com estrangeiros é algo que vem crescendo a cada ano. Somente de 2020 a 2023, as buscas online em torno do tema saltaram 122% (no Sul e Sudeste, o crescimento passa dos 130%), entre pesquisas como “apps para namoro internacional” e “como conhecer gringo” — o que também sugere certa dúvida sobre por onde começar.  Para nossos entrevistados, os espaços mais eficazes para “trombar” com pessoas de fora ainda são as redes sociais (76%), seguidas por apps de namoro como o Tinder, Happn e Badoo (43,8%).
 
Outras opções válidas são os bons e velhos aplicativos de mensagens (32,4%), plataformas de intercâmbio de idiomas (29,8%) e websites de chats online (14%), mais famosos há alguns anos. De toda forma, dos jogos (12,4%) aos fóruns (13,2%), opções certamente não faltam! 

Sobre a Preply

A Preply é uma plataforma online de aprendizagem que conecta milhões de professores nativos a alunos de todo o mundo. A empresa fundada em Kiev, na Ucrânia, e que conta com escritórios em Barcelona, Espanha, já alcançou mais de 140 mil professores que ensinam 50 idiomas em 203 países ao redor do planeta. A solução proporciona uma relevante e eficiente experiência de aprendizado a preços justos. Mensalmente, a Preply realiza pesquisas nas áreas de educação, mercado, estilo de vida e outros temas relevantes para o mundo globalizado. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

publicidade

Related articles

Saboreia a Viagem à Úmbria

Um Jantar Temático de Enogastronomia da Região Úmbria no Restaurante Bottega Mia.Prepare-se para uma noite de sabores inesquecíveis! A...

Escola de Breaking lança aulas para crianças no Centro de Dança de Brasília

Projeto da Drop Education oferecerá oficinas para crianças de 06 a 12 anos, durante quatro meses. As inscrições...

Últimos dias de inscrições para o curso de Mediação Cultural 

Qualificação gratuita de arte-educadores colabora para o fortalecimento da economia criativa no Distrito Federal. Inscrições até sexta-feira Até 26...

Volta às aulas: visitas mediadas promovem a conexão entre estudantes e a arte

A plataforma Conecta oferece agendamento e transporte gratuito para escolas visitarem eventos culturais  Atenção, professores! A volta às aulas...