20.5 C
Brasília
domingo, julho 21, 2024

Cardiologista esclarece o risco do uso de cloroquina em pacientes cardíacos

Date:

Share post:

Cardiologista esclarece o risco do uso de cloroquina em pacientes cardíacos

Nos últimos dias, a medicação cloroquina ganhou destaque na mídia apontada como possível tratamento para pacientes infectados com o Covid-19. O Ministério da Saúde, em caráter excepcional, utilizará o medicamento em pacientes que apresentem sintomas graves da doença, pois, há indícios de que essa medicação pode evitar a progressão da doença.

O cardiologista do Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor), Henrique Maia, ressalta que a cloroquina é um medicamento conhecido pela sua eficácia no tratamento de doenças como malária, lúpus e reumatismo. “É uma boa promessa, mas não é uma medicação para uso domiciliar. A orientação da ANVISA e do FDA (equivalente a ANVISA nos Estados Unidos) é que apenas pacientes em estado muito crítico, internados no hospital, receberão essa medicação nesse momento”, alerta. O médico esclarece que ainda estão sendo feitos testes com relação à eficácia e segurança do tratamento com a cloroquina, portanto é perigoso o uso indiscriminado. “Não usem o medicamento fora do ambiente hospitalar, isso não é seguro. Pacientes com malária são tratados com cloroquina há décadas, mas os pacientes com coronavírus apresentam outras características que ainda precisam ser avaliadas quanto a segurança”.

Para o cardiologista, especialista em arritmia cardíaca, neste momento, pessoas portadoras de arritmias, em uso de medicações, ou com alguma doença no coração só devem tomar a cloroquina sob estrita supervisão médica, pois há chance de efeitos colaterais como arritmias graves. “Importante destacar também que essa medicação não previne contra a infecção pelo coronavírus e seu uso está restrito a tratamento de pacientes doentes que internarem o coronavírus. E mais, mesmo aquelas pessoas que não são cardiopatas e que por ventura tomarem esse remédio sem indicação ou supervisão médica , precisam ficar atentos pois podem apresentar  arritmias potencialmente graves”, afirma

O médico faz ainda um importante alerta: Existe outro produto no mercado com o nome ‘fostato de cloroquina’ que é usado na limpeza de aquários. Esse produto não é a medicação ‘cloroquina’ usada para o tratamento do COVID-19,  na verdade é um veneno e se ingerido causa morte.”  Já houve dois casos nos Estados Unidos dessa natureza”, alerta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

publicidade

Related articles

Inverno: os benefícios da prática da atividade física para a saúde física e mental

Nesta época do ano, muitas pessoas perdem o ânimo para a prática de atividade física e acabam deixando...

Harmonização de vinho com pão de queijo? Entenda como isso é possível

O Sommelier Gill Baptista, juiz internacional de vinhos e parceiro da Fornalha Mineira, dá dicas de como aproveitar...

Brazil Wine Challenge confere 26 Gran Ouro para cinco países

  Único no Brasil com a chancela da OIV, concurso concedeu 322 Medalhas para 34 vinícolas de 11 países,...

Saiba o que checar antes de comprar produtos recomendados por influenciadores

Especialista alerta sobre os cuidados necessários antes de adquirir produtos eletrônicos Os criadores de conteúdo nas redes sociais têm...