20.5 C
Brasília
sábado, abril 20, 2024

Cigarro mata até quem não fuma

Date:

Share post:

O fumante traga um terço da fumaça e o restante vai parar no nariz de quem está ao lado; o hábito, que causa tanto mal à saúde, também prejudica os rins

Não é novidade que o fumante passivo, além de sentir o cheiro nada agradável da fumaça, pode desenvolver doenças graves, como câncer, causadas pelo cigarro. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), pelo menos 2.655 não-fumantes morrem a cada ano no Brasil por moléstias ligadas ao tabagismo passivo, como cânceres de pulmão, boca e esôfago. Mas o que nem todos sabem é que fumar ou ser fumante passivo aumenta, também, o risco de câncer nos rins.

Um estudo do Inca comprova cientificamente que a nicotina – que é o princípio ativo do cigarro –  causa hipertensão. A hipertensão é uma doença que, se não for tratada, leva à insuficiência renal crônica. É mais um dado que mostra a importância de não fumar e de evitar estar próximo de quem está fumando. Hoje, dia 29 de agosto, é o Dia Nacional de Combate ao Fumo, uma data para fumantes ativos e passivos refletirem sobre seus hábitos.

“Fumar, ativamente ou passivamente, é prejudicial à saúde por diversos aspectos. Além do cigarro aumentar a chance de a pessoa desenvolver hipertensão, um dos principais fatores que causam a doença renal crônica, os rins não conseguem filtrar todas as substâncias presentes na fumaça”, explica a nefrologista Maya Caetano, do Instituto de Nefrologia de Brasília (Ineb). Os rins acabam sobrecarregados pelas toxinas, o que aumenta o risco de câncer nesses órgãos, e também do surgimento de cálculos renais, completa a nefrologista.

A quantidade de toxinas presente em uma única tragada é grande. Cerca de 4 mil, de 14 tipos diferentes, o que faz do cigarro uma droga letal para o organismo. A nicotina, uma delas, é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) uma droga psicoativa que causa dependência, agindo no sistema nervoso central da mesma forma que a cocaína. Por isso, acrescenta a nefrologista, a orientação médica a todo paciente fumante é para deixar o cigarro. “Datas como o Dia Mundial de Combate ao Tabagismo são importantes para que a população discuta sobre o assunto e passe a ter hábitos de vida mais saudáveis”, finaliza Maya Caetano.

Entenda os rins – Os rins são os órgãos responsáveis, em grande parte, pelo equilíbrio da química interna do corpo. Eles eliminam toxinas do sangue por um sistema de filtração, regulam a formação do sangue e dos ossos, regulam a pressão sanguínea e controlam o balanço químico e de líquidos do corpo. A sobrevivência humana depende do funcionamento normal destes órgãos vitais. Como prevenção, a Sociedade Brasileira de Nefrologia recomenda que pessoas com mais de 40 anos anualmente consultem um médico nefrologista e façam os exames de dosagem da creatinina no sangue e o exame de urina.

Cuidar da saúde de forma global e ter hábitos saudáveis ajudam a proteger os rins, assim como beber bastante água. Por outro lado, doenças como hipertensão arterial, diabetes, obesidade, e hábitos nocivos, como o tabagismo, são fatores que podem comprometer a função renal. E quando os rins já não funcionam corretamente, pode ser necessário fazer diálise. Na maioria das vezes, o tratamento deve ser feito para o resto da vida se não houver possibilidade de transplante renal.

*Com informações da assessoria de imprensa do Instituto de Nefrologia de Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

publicidade

Related articles

Grupo Fujioka comemora 60 anos de uma história entrelaçada com a nossa capital

Oferecendo serviços de fotografia, a marca chegou a Brasília em 1979. O estúdio se tornou um ponto de...

Faces de um velho punk

É, de certa forma, um caleidoscópio de memórias calhordas, embora a memória de Gilberto esteja indo pras cucuias. Mas...

*LIDE BRASÍLIA RECEBE DIRETOR-PRESIDENTE DA NEOENERGIA BRASÍLIA E CEO DA EMPRESA NO PAÍS*

O diretor-presidente da Neoenergia Brasília, Frederico Candian, anunciou investimentos da ordem de R$ 1,4 bilhão até 2028 na...

Tai Chi em Brasília: Cinco Décadas de Saúde e Harmonia com o Mestre Moo Shong Woo

Desde 1974, o legado do Grão Mestre transforma vidas e fortalece a comunidade com práticas de bem-estar e...