15.5 C
Brasília
sexta-feira, maio 24, 2024

Guará e Estrutural recebem apresentações gratuitas do EP “Para onde vão as lágrimas”

Date:

Share post:

Grupo Chorando Baixinho divulga novo disco em shows em praças públicas do DF
Após passar pela Torre de TV, é a vez da Praça da Bandeira, na QI 07 do Guará, receber a apresentação gratuita do trio Chorando Baixinho, na sexta-feira (07), para divulgar o novo EP “Para onde vão as Lágrimas”. No sábado (8), o grupo segue para a praça em frente à Administração Regional da Estrutural. Os shows ocorrem a partir das 16h. 

O EP “Para onde vão as Lágrimas” conta com seis faixas, sendo quatro músicas autorais, e duas de renomados artistas da cena musical como Jacob do Bandolim e da banda brasiliense Natiruts. A turnê de divulgação, que conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, teve início em 01º de abril, na Torre de TV.

O EP é patrocinado e produzido por Alexandre Carlo, vocalista da Natiruts, e pela equipe técnica da banda. “Nos conhecemos casualmente e Alexandre ficou muito impressionado com o talento do grupo, que começou quando ainda éramos adolescentes”, conta Arthur Rodrigues dos Reis, mais conhecido como Caju 7 Cordas, violonista, produtor e diretor, que está fazendo a coordenação geral do projeto de divulgação do EP. Luís Velozo (bandolim), de 22 anos, e Victor Cortêz (Cavaquinho), de 21 anos, completam a formação do trio Chorando Baixinho.

Os shows circularão por três regiões administrativas do Distrito Federal e trarão o repertório instrumental do disco mesclado a outros choros, que receberão participação especial da cantora Dani Ribeiro. “Queremos despertar os mais jovens para a música e, especialmente, agregar novos públicos admiradores do choro, que é um estilo bem brasileiro e de profunda riqueza musical”, destaca Caju 7 Cordas.

As apresentações contarão com reserva de espaços para pessoas com mobilidade reduzida, idosos e portadores de deficiência. Recursos de libras e legendagem também farão a acessibilidade para pessoas com deficiência auditiva.

HISTÓRIA – 
Amigos de infância, Arthur Rodrigues dos Reis, Luís Velozo e Victor Cortês montaram o Chorando Baixinho em 2016, quando tinham entre 14 e 16 anos. Formados pela Escola de Choro de Brasília, na qual foram alunos bolsistas, eles possuem uma carreira expressiva apesar da pouca idade. Já dividiram o palco com renomados artistas como Toninho Horta, Armandinho Macedo, Luciana Rabello, Ferrugem, Hamilton de Holanda, Grupo Molejo, entre outros.
Como integrantes da Orquestra de Cavaquinhos de Brasília, também foram convidados para representar o Brasil no Dia Internacional do Choro, para uma turnê em três cidades da Alemanha. Não puderam atender o convite por falta de recursos. Entretanto, foram selecionados para tocar para 48 embaixadores no evento do Brics, realizado no Brasil, e participaram de dezenas de apresentações no Clube do Choro com casa cheia.

SERVIÇO
Chorando Baixinho – Lançamento do EP “Para onde vão as Lágrimas
Shows gratuitos, com acessibilidade para pessoas de mobilidade reduzida
Quando: de 07 e 8 de abril.

Confira a programação:

Sábado – 08/04/2023
Local: Praça em frente à administração regional da Estrutural
 Horário: 16h

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

publicidade

Related articles

Cine Cultura Liberty Mall completa doze anos e faz promoção com ingressos a doze reais.

Dia 24 de maio, sexta-feira, os ingressos custarão doze reais em todas as sessões! Fundado há doze anos com...

Apresentações de quadrilhas juninas nas escolas e oficinas de maquiagem para grupos marcam o Giro Cultural

Com 68 apresentações juninas em escolas do Distrito Federal, ação realiza oficinas de maquiagem artísticas para espetáculos juninas Com...

Gama recebe duo com repertório erudito e brasileiro para concerto do 4º Festival Estação da Música

Duo Sanches Madalena interpreta compositores brasileiros como H. Villa-Lobos e clássicos internacionais O Festival Estação da Música Clássica promove...

Anna Tréa faz turnê pelo Brasil, depois de temporada na Europa

Foi durante uma viagem para acompanhar a turnê de Arringo Barnabé, que Anna Tréa se apaixonou por Barcelona. Anos depois,...