15.5 C
Brasília
sexta-feira, maio 24, 2024

Ler por Prazer

Date:

Share post:

Projeto Leitores para Sempre visa estimular hábito da leitura em crianças e jovens

Segundo aponta a pesquisa Retratos da Leitura, realizada pelo Ibope, por encomenda do Instituto Pró-Livro, em 2017, 44% da população brasileira não lê livros e 30% nunca comprou um livro. A garotada encabeça o ranking apontado pela pesquisa no gosto por ler. Adolescentes entre 11 e 13 anos são os que mais leem por prazer (42%), seguidos por crianças de 5 a 10 anos (40%). De acordo com a pesquisa, os fatores que mais influenciam na escolha de um livro são dicas de professores. Elas funcionam melhor que todas as outras opções para crianças entre 5 e 10 anos.

Mais do que nunca, se faz necessária a formação de leitores, cujo hábito vá além de uma atividade destinada apenas à apreensão de um conteúdo ou a um estudo. Ela deve ser, antes de tudo, uma prática cidadã. Nessa formação, as escolas têm papel fundamental no desenvolvimento do hábito da leitura. Funcionam como mediadoras ao apresentar obras e autores às crianças nos seus primeiros passos pelo mundo dos livros.

No Colégio CIMAN, os professores estimulam a leitura explorando práticas que instigam os alunos por meio do projeto Leitores para Sempre, com ações que tornam mais leve o contato com o livro. “Deixamos de lado o ler apenas para estudar e valorizamos o ler para conhecer e se divertir”, diz Suzy Willik, coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental I do CIMAN Octogonal. Nas atividades, o livro funciona como uma descoberta e a curiosidade é sempre o ponto de partida. Ao apresentar um título, o educador vai além da história contada. Utiliza as ilustrações, a carreira do autor e tudo o que a obra oferece – vale até se fantasiar como o personagem. Em outros momentos, embora o professor saiba com quais obras os alunos mais se identificam, ele pede aos estudantes sugestão de títulos querem ter no acervo circulante da sala de aula.

No Ensino Fundamental I – faixa etária entre 6 e 10 anos –, o educador lê junto com os alunos e depois media um pequeno debate. O estudante fica tão instigado para saber o final da história que naturalmente a leitura ocorre, sem que o professor tenha pedido. Em outra ação, é explorada a vida do autor, para que os alunos conheçam e tenham referências sobre escritores brasileiros, seus estilos e importância na literatura. É feita uma pré-seleção de títulos e o educador leva para a sala de aula uma caixa com a obra e a ficha biográfica do autor.  Ali, são trabalhados aspectos sobre a produção da obra – quem são os ilustradores, por exemplo. Essa ação aproxima os leitores de quem cria os livros e, de certa forma, responde às dúvidas que eles têm sobre o nascimento das obras. O resultado desse trabalho? Os alunos têm participação ativa no desenvolvimento do hábito da leitura. Eles indicam livros para o acervo da escola e opinam sobre os títulos, o que acaba estimulando outras crianças da sala de aula a lerem de forma natural.

É fato que há elementos essenciais no universo da literatura capazes de despertar no aluno a vontade de ler. Desde muito pequenas, as crianças podem ser inseridas nesse universo e perceber a magia e a fantasia que há nas páginas de uma grande história. E, ao dar-se conta do que um bom livro pode proporcionar, é bem provável que elas já comecem, nas séries iniciais, a descobrir que ler vale muito, mas muito a pena. “Cabe à escola e à família, conjuntamente, o papel de buscar alternativas, explorar caminhos para fazer da sala de aula e de casa ricas fontes de formação de bons leitores”, completa Suzy Willik.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

publicidade

Related articles

Cine Cultura Liberty Mall completa doze anos e faz promoção com ingressos a doze reais.

Dia 24 de maio, sexta-feira, os ingressos custarão doze reais em todas as sessões! Fundado há doze anos com...

Apresentações de quadrilhas juninas nas escolas e oficinas de maquiagem para grupos marcam o Giro Cultural

Com 68 apresentações juninas em escolas do Distrito Federal, ação realiza oficinas de maquiagem artísticas para espetáculos juninas Com...

Gama recebe duo com repertório erudito e brasileiro para concerto do 4º Festival Estação da Música

Duo Sanches Madalena interpreta compositores brasileiros como H. Villa-Lobos e clássicos internacionais O Festival Estação da Música Clássica promove...

Anna Tréa faz turnê pelo Brasil, depois de temporada na Europa

Foi durante uma viagem para acompanhar a turnê de Arringo Barnabé, que Anna Tréa se apaixonou por Barcelona. Anos depois,...